Solidariedade da Sorte


O ataque do deputado se refere a uma prova que trazia um meme produzido a partir da obra ‘Cristo Crucificado’/ Reprodução da TV Câmara Redação

O deputado bolsonarista, Éder Mauro (PL) usou o microfone durante reunião da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara nesta quarta-feira (01) para atacar uma professora que, segundo ele, teria comparado Jesus Cristo a bandidos durante uma prova.

Exaltado e em posse de uma imagem, na qual supostamente a professora teria comparado Jesus a um bandido, Éder Mauro chamou a professora de jumenta comunista e disse que ela merecia o fuzilamento. “Essa jumenta empoderada comunista deveria ter sido colocada num tribunal, num paredão, para que ela não levasse esse seu entendimento para nossa juventude, que está em formação de caráter”, disse o parlamentar.

A ofensiva de Mauro começou com a menção a uma queixa do ator Mário Gomes por intolerância religiosa na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância. A reclamação ocorreu após uma prova de seu filho, João Gomes, de 16 anos, trazer uma questão que citava um meme e reproduzia Jesus Cristo crucificado ao lado da frase “Bandido bom é bandido morto”.

O parlamentar ainda citou a chacina na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro, durante uma ação conjunta entre o Bope, da Polícia Militar, e a Polícia Rodoviária Federal. “Que ela compare bandido com aqueles mais de 20 que foram mortos lá no Rio de Janeiro, que são bandidos, que atropelam, que matam pessoas inocentes, que levam drogas para nossos filhos, que destroem nossas famílias. Aí eu concordo plenamente”, completou.

Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

CAMARA DE JACOBINA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA