Solidariedade da Sorte

Na tarde desta terça-feira (19.07), ao ser questionado pela imprensa sobre críticas feitas por setores da população jacobinense, atribuindo ao Legislativo Municipal uma posição de “neutralidade” em relação à destruição da arborização da entrada da cidade, o presidente Juliano Cruz (Solidariedade) negou, categoricamente, qualquer atitude de leniência da Câmara de Vereadores.

“A população jacobinense poder ficar segura que a Câmara de Vereadores não comunga com essa atrocidade praticada contra o meio ambiente, nem está omissa aos desmandos praticados pelo prefeito Tiago Dias”, declarou. 

Segundo Juliano Cruz, em razão de várias irregularidades cometidas, o prefeito Tiago Dias já foi alvo de mais de uma dezena de representações junto ao Ministério Público, bem como uma série ações que estão tramitando na esfera civil e penal da justiça baiana e federal. 

“Posso assegurar, diante dos inúmeros crimes praticados por essa gestão, que já existem motivos de sobra para a abertura de um processo de cassação do mandato do atual o prefeito. Porém, essa medida, não é prerrogativa exclusiva do presidente, depende da vontade do colegiado de vereadores e da pressão da sociedade jacobinense”, concluiu Juliano Cruz.

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 39456 MOYA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA