Solidariedade da Sorte

Foto reprodução/TV Brasil

O presidente Jair Bolsonaro recebeu, nesta sexta-feira (18), a medalha do mérito indigenista. Para a ocasião, uma cerimônia no Ministério da Justiça, Bolsonaro escolheu usar um cocar como adereço.

A honraria foi criada em 1972, com o intuito de homenagear personalidades que se destacam pela proteção e promoção dos povos indígenas brasileiros. A escolha de entregar a medalha para Bolsonaro foi feita por um de seus ministros, o da Justiça, Anderson Torres.

A condecoração não foi tão bem recebida entre entidades e associações que representam os povos indígenas. No dia em que a decisão foi inserida no "Diário Oficial", na quarta-feira (16), Sônia Guajajara, coordenadora-executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), considerou a homenagem ao presidente uma afronta. Ela disse ainda que a entidade irá contestar a condecoração na Justiça.

Já o ex-presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai) e ativista Sydney Ferreira Possuelo devolveu sua medalha do mérito indigenista recebida há 35 anos.
Fonte: Metro 1

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 86258 SLA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA