Solidariedade da Sorte


A confusão teve início porque porteira liberou acesso de oficial de Justiça / Montagem BNews Redação BNews

Uma agente de portaria de um prédio foi agredida por um morador que se irritou por ela ter permitido a entrada um oficial da Justiça. O profissional tinha em mãos uma ordem de despejo contra o agressor.

O caso aconteceu na última quinta-feira (17), na cidade de Santa Maria, interior do Rio Grande do Sul. O episódio foi registrado por uma câmera de segurança instalada no prédio.

Em entrevista ao portal g1, a porteira, que preferiu não se identificar, disse que ficou em pânico após as agressões. Ela, que tem 46 anos, relata ter ouvido ofensas racistas do morador.

"Começou a me chamar de negra, que eu não servia para aquele serviço, que, se acontecesse isso de novo, de alguém subir, ele iria quebrar a minha cara. Não era a primeira vez que a oficial de Justiça ia atrás dele", afirmou a funcionária ao site.

"Não é fácil a gente estar no local de trabalho e, de repente, chegar uma pessoa, te chamar de 'negra' e que 'tu não é competente para trabalhar ali'. Eu nunca imaginei que ia acontecer isso comigo", completou a mulher.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Combate à Intolerância da cidade de Santa Maria. Também em entrevista ao g1, a delegada Débora Dias, responsável pelo caso, afirmou que a investigação deve ouvir, nos próximos dias, a porteira, o síndico do prédio e o suspeito.

Além disso, informou que o caso poderá ser configurado como injúria racial, ameaça ou caso de racismo. O nome do investigado não foi divulgado pela polícia, em razão da Lei de Abuso de Autoridade.

Fonte: BNews 

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

MOYA PI 37581

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA