Solidariedade da Sorte


A Yamana Gold foi a grande vencedora da terceira edição do Prêmio CBPM de Mineração. A empresa que é responsável pela produção de ouro no município de Jacobina, norte do estado da Bahia, levou o título com mais de 55% dos votos. Já como personalidade do ano,o eleito foi Sandro Magalhães, vice-presidente da Yamana, com mais de 40% dos votos.  Os vencedores foram revelados ao vivo no programa Brasil Urgente, da TV Band, na tarde desta quinta-feira, 02. Assista clicando neste link.

A cerimônia de premiação acontecerá no dia 17 de dezembro e os ganhadores serão homenageados com troféus esculpidos pelo artista plástico baiano Bel Borba. A votação, que ocorreu durante o mês de novembro, contabilizou mais de mil votos. 

Para o presidente da CBPM, Antonio Carlos Tramm, a premiação é um momento muito importante para ressaltar a importância da mineração. “O prêmio CBPM é uma forma que encontramos para homenagear as mineradoras e personalidades do setor, por tudo que eles fizeram e os impactos positivos que eles trouxeram para a mineração na Bahia esses anos. Temos muitas empresas e personalidades que seriam merecedoras desse prêmio, mas a vitória da Yamana e do Sandro foram mais do que justas”, destaca Tramm.

Em 2021, a Yamana foi destaque pelas ações socioambientais realizadas nas comunidades vizinhas de onde está instalada. Em 2012 a empresa criou o Instituto Yamana de Desenvolvimento Socioambiental que tem como objetivo principal promover o desenvolvimento nas regiões onde atua por meio de iniciativas educacionais, sociais, ambientais e culturais. Em Jacobina,  por exemplo, tem um Programa de Desenvolvimento Comunitário que prevê melhorias nas comunidades de Jaboticaba e Itapicuru como, por exemplo, a implantação de internet de fibra óptica, a reforma e reconstrução das casas e a pavimentação asfáltica. 

“É uma satisfação muito grande podermos participar, junto com outras mineradoras baianas, do Prêmio CBPM de Mineração. A mineração na Bahia vem crescendo e se destacando no país e a parceria da CBPM tem sido fundamental para mostrarmos, inclusive, que ser sustentável é uma premissa para trabalhar no ramo da mineração hoje em dia”,  comemora Sandro Magalhães, vice-presidente de Operações Brasil & Argentina da Yamana Gold e ganhador do título personalidade do ano na mineração.

A liderança ímpar, que está levando a Yamana a outro patamar na mineração do Brasil e da Argentina, e os trabalhos desenvolvidos com a comunidade foram alguns dos diferenciais que levaram Sandro Magalhães à conquista do título de personalidade do ano na mineração. “Mesmo com todos os desafios que temos enfrentado ao longo dos últimos dois anos, conseguimos obter grandes avanços e conquistas. A Yamana possui programas muito intensos voltados à sustentabilidade do setor e, a cada ano, damos um grande passo para continuar trabalhando com alto desempenho, segurança e responsabilidade socioambiental. Nossas ações visam refletir um conjunto de valores que compartilhamos com nossos colaboradores e comunidades, incluindo honestidade, transparência e integridade”, ressalta Magalhães. 

Prêmio CBPM 

Criado em 2019, o prêmio CBPM de Mineração visa reconhecer as ações de destaque das mineradoras baianas e pessoas, que de alguma forma, fizeram a diferença para a mineração do estado esse ano. Em seu primeiro ano, o destaque foi para o  empresário e fundador da Companhia de Ferro Ligas da Bahia (Ferbasa), José Corgosinho de Carvalho Filho. Corgosinho foi homenageado por toda sua trajetória de sucesso. Além de ter concebido e construído, na Bahia, uma das mais importantes empresas na área de mineração, metalurgia e reflorestamento do país, o empresário teve também grande atuação na área social, através da Fundação José Carvalho. Radicado na Bahia desde 1960, o fundador da Ferbasa faleceu em 2015, aos 84 anos.

Já no ano passado as premiações foram para a Mineração Caraíba e seu diretor Manoel Valério. A empresa, que há cinco anos teve a sua principal mina alagada e quase fechou, teve uma excelente recuperação. Em 2020, ela movimentou mais de R$ 1 bilhão, manteve 3000 empregos e investiu em pesquisa. A impressionante recuperação econômica, aliada a uma forte presença socioambiental na comunidade foram diferenciais para a conquista do prêmio. Já a realização de ações que geraram a melhoria no ambiente de trabalho e da mineração como um todo foram alguns dos motivos que levaram Manoel Valério a conquistar o título.

Fonte: CBPM

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

TEMPO PI - 32135

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA