Solidariedade da Sorte


Daniel de Oliveira, taxista em Juiz de ForaImagem: Acervo pessoal


Um taxista de Juiz de Fora, em Minas Gerais, recebeu R$ 1.300 por uma corrida que, na verdade, custava apenas R$ 13, e procurou a polícia para poder devolver o valor ao passageiro. As informações são do UOL.

Daniel de Oliveira fazia uma corrida na madrugada do último domingo (19), quando o passageiro que ele transportava pediu para o taxista esperá-lo enquanto ele ia ao supermercado fazer uma compra, mas Daniel optou por não aguardar.

Irritado, o passageiro teria tomado a o celular que Daniel usava para registrar a cobrança e, em vez de digitar os R$ 13 que custaram a corrida, acabou digitando R$ 1.300.

“O moço ficou bravo, puxou o telefone da minha mão e digitou o valor errado, de R$ 1.300”, disse o motorista. Que saiu para fazer outra corrida sem perceber o erro. Até que minutos depois recebeu uma mensagem do aplicativo informando que havia recebido o valor mais alto.

Daniel chegou a voltar ao local para procurar o passageiro, mas não o encontrou. Então decidiu procurar a polícia para registrar um boletim de ocorrência e tentar devolver o valor a mais, mas até o momento o passageiro não foi localizado.

“Eu quero devolver o dinheiro para ele. É dele, não é meu. Se meu carro tivesse câmera, seria mais fácil localizar””, disse o taxista.

Fonte: Uol

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

TEMPO PI - 32135

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA