Solidariedade da Sorte

                            Por: Reprodução/Instagram Por: Lucas Pacheco

O jovem influencer baiano Igor Guimarães, 24, conhecido nas redes sociais como Borel, passou a ser atacado após viralizar com um vídeo em seu perfil no Instagram criticando apoiadores do presidente da república, Jair Bolsonaro, durante as manifestações deste 7 de setembro. O conteúdo, que possui até o momento mais de 48 mil curtidas e mais de 4 mil comentários, ganhou diversos apoiadores e incentivadores. Entretanto, ofensas racistas, chamando-o de “macaco” (ele é negro) e afirmações de que o jovem mora em bairro simples e não possui escolaridade, também foram feitas por diversos perfis.

Durante sua passagem pelo bairro da Barra, onde ocorreram os protestos favoráveis a Bolsonaro, Borel gravou um vídeo no qual diz “Eu pensei que o Zoológico era na Ondina e chego aqui na Barra, cheio de animal. Ó pra aí véi. P... Não entendi foi nada”.

Assista ao vídeo:
Um dos perfis, comentou “Uai, o macaco foi filmar os animais?”. Outro, escreveu “O Zoológico deve ser aí mesmo, macaco!!!” Um terceiro perfil, atacou “Quanto for xingado de preto ou macaco vai pra delegacia procurar seus direitos”. Já um quarto publicou “Aí quando você vai ver, o cara não tem o ensino médio completo e mora no Pau Miúdo (...)”.




Em conversa com o Bnews, Borel afirmou que a ideia de gravar o vídeo surgiu do nada e que a intenção era expor sua opinião, sem faltar com o deboche. Ele afirmou ainda que não imaginava que o conteúdo fosse viralizar.

“Acredito que o meu pensamento é o mesmo de boa parte dos brasileiros e isso acabou gerando uma identificação com o público, acredito que por esse motivo o vídeo tenha viralizado. Nem nos meus melhores sonhos eu iria imaginar isso, nunca vivenciei nada parecido, porém estou muito feliz com tudo isso”.

Sobre a enxurrada de ofensas e ataques, Borel apontou que não esperava.

“Sinceramente eu não esperava, confesso que a princípio fiquei um pouco chateado com essa situação toda, mas eu procuro não dar atenção a esse tipo de coisa. Prefiro ficar com os comentários positivos sempre”.

Ele ainda afirmou que irá tomar as providências judiciais cabíveis contra os perfis que fizeram comentários preconceituosos e racistas.

“A princípio eu iria deixar pra lá, mas percebi que a melhor solução é denunciar, pois quem comete esse tipo de ato, não pode sair impune de forma alguma. E até mesmo para servir como incentivo para outras pessoas que sofrem com isso, denunciarem”.

Entretanto, Borel destacou que ficou muito contente com os apoios que recebeu nas redes, inclusive de perfis famosos.

“Fiquei bastante contente com isso e ainda mais vindo de pessoas que eu tenho como referência, como Tiago Souza e João Seu Pimenta e já aproveito pra agradecer a todos pelas mensagens de apoio e carinho. Tamo junto!”

Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOV EDUCA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA