Solidariedade da Sorte

Foto: Adilton Venegeroles|A Tarde

Em média de duas horas por dia, Bárbara Silva, 26, dedica-se a uma atividade que está se tornando cada vez mais comum entre os brasileiros. No celular, ela assiste a vídeos no Kwai, cumpre missões no aplicativo e convida novos usuários para a plataforma.

A realização dessas tarefas tem uma finalidade. “Uso o aplicativo para conseguir alguma renda”, conta Bárbara, que encontrou no app a possibilidade de acréscimo na vida financeira. A tentativa deu certo, o resultado de uma semana de dedicação foi R$ 100 na conta bancária.

Em meio à pandemia, aplicativos de compartilhamento de vídeos curtos, como o TikTok e o Kwai, se popularizaram. Com proposta de dar dinheiro aos usuários, essas redes digitais chinesas se tornaram uma fonte de renda extra para os brasileiros, que enfrentam a maior taxa de desemprego do país.

Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o índice de desocupados subiu de 14,4% para 14,7% no primeiro trimestre de 2021, o que resulta em 14,8 milhões de pessoas sem emprego.

Bárbara, que faz parte da estatística de desocupação desde 2019, usa o Kwai para suprir as necessidades básicas de uma dona de casa. “Para mim o aplicativo é um importante complemento de renda. Com o que ganho com ele, consigo comprar pão, café e outros itens essenciais para sobrevivência”, relata.

Passos iniciais
Para ganhar dinheiro na plataforma, o primeiro passo é realizar um cadastro. Os requisitos são simples: ser maior de 18 anos e ter uma conta-corrente ativa. Depois de cadastrado, o usuário pode participar da campanha Kwai Golds e, com dela, conseguir uma bonificação financeira ao completar metas diárias: assistir aos vídeos e convidar amigos para se inscrever no app. Além disso, fazer o check-in diário na rede digital.

O analista de relacionamento digital Gilberto Amorim, 24 anos, cumpriu todas as condições para poder captar um extra via a ferramenta. Embora trabalhe de carteira assinada, decidiu que uma ajuda financeira é sempre bem-vinda.

“Recorrer ao Kwai me ajudou economicamente, pois no final do mês eu já estava com pouco dinheiro. Assim, teria que fazer uso do cartão de crédito, uma coisa que evito. Então, ter o dinheiro ali na mão foi uma facilidade para não precisar me endividar, relata Gilberto.

Realizar as atividades propostas pelo programa resulta em recompensas, que são moedas disponibilizadas pelo sistema. Elas podem ser convertidas em real e resgatadas pelo jogador.

“É bem simples recuperar o dinheiro. Se você tiver pix, pode utilizar, e a quantia que ganhou entra em até três dias úteis”, explica Agatha Badaró, 22, que além de ter feito uso do Kwai também utilizou o TikTok. Com os dois, ela conseguiu R$ 180 em um mês.

Fechar as contas

No setor informal, com a função de garçonete em um restaurante, Agatha recorreu às empresas chinesas para conseguir um ganho extra e fechar as contas do mês. Ela baixou no smartphone tanto a versão tradicional do TikTok quanto a lite (versão básica).

“Eles realmente foram muito úteis em momentos de escassez em casa, moro com meu esposo, sogra e filha, sendo que minha sogra é a única com carteira assinada”, afirma.

Apesar de ter sido um suporte em períodos de crises, Agatha não faz mais uso do aplicativo, que, em 2020, foi o mais baixado do mundo, de acordo com o relatório publicado pelo site especializado App Annie. O motivo de não usá-lo mais é simples:

“Depois das primeiras semanas, o ganho por simplesmente assistir a vídeos se torna bem pequeno, e se você não consegue pessoas que baixem o app utilizando seu código, fica bem mais demorado de tirar, pelo menos, R$ 10”, explica.

Para ganhar dinheiro no TikTok, a metodologia é idêntica a do Kwai: fazer convites e assistir a vídeos. Quem quer se cadastrar no aplicativo tem que ter um conta PayPal ou corrente em um banco brasileiro, além de ser maior de 18 anos. Na plataforma, os participantes têm o programa Bônus, em que se cumprirem as tarefas recebem rubis que podem ser trocados pela moeda brasileira. A conversão para o real é feita a partir de 10 mil rubis, que são equivalentes a R$ 1.

Diferentes nichos

Engana-se quem acha que o método de ganhar uma bonificação financeira via redes digitais começou recentemente. Plataformas de diferentes nichos já atuavam nesse mercado.

“Existem muitas possibilidades para ganho de renda extra por aplicativos, como, por exemplo, a Enjoei, plataforma de vendas de roupas usadas, e o serviço online Airbnb, que se trata de aluguel de casa ou cômodos por períodos determinados”, explica a empresária da agência de assessoramento digital Newtab, Virgínia Paschoal.

No setor do entretenimento, o YouTube já pagava aos usuários pela produção de conteúdo. Em diversas áreas, a possibilidade de monetizar ações em ferramentas tecnológicas já é uma realidade.

Mas em meio ao boom de aplicativos e a facilidade de se conseguir dinheiro com eles, o debate sobre a segurança de dados é, mais uma vez, ascendido. Na internet, roubos de credenciais são comuns.

Segundo dados da Akamai, empresa especializada em segurança, o Brasil sofreu mais de três bilhões de tentativas de furtos de informações pessoais e financeiras em 2020.

Com isso, de acordo com a especialista em comunicação estratégica, sócia-fundadora e diretora de conteúdo da Fonte Criativa Agência Digital, Bruna Nadir Bastos, muitos cuidados devem ser tomados com as plataformas digitais. Assim, antes de o usuário se cadastrar, seja no TikTok, Kwai ou qualquer outra rede, deve-se avaliar se elas estão obedecendo à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD ).

“É importante ler sempre a política de privacidade e os termos de uso. Ter consciência de que não existe nada gratuito sem que haja um interesse corporativo envolvido. Procurar um especialista em direito digital, caso sinta-se lesionado, não clicar em todos os links que recebe e avaliar sempre a fonte”, pontua Bruna.

O que também deve ser avaliado quando se faz uso de ferramentas do gênero é a quantidade de horas dedicadas a elas, que pode ter como efeito a exaustão, já que é preciso manter a frequência na produção de conteúdo.

“A internet oferece diversas possibilidades, como unir a criatividade aos meios disponibilizados pelas organizações. Mas é importante cada pessoa avaliar a quantidade de tempo que irá dedicar a essas plataformas e o retorno que irá obter”, esclarece Paschoal.

Para entender como funciona a política de privacidade de dados das empresas TikTok e Kwai, a reportagem fez contato com ambas, mas, até o fechamento desta edição, não obteve retorno.

*Sob supervisão da editora Cassandra Barteló
Fonte: A Tarde

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO TEMPO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA