Solidariedade da Sorte

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA


Chris Weidman viveu neste sábado, 24, no UFC 261, em Jacksonville, na Flórida (EUA), o outro lado da moeda que ele esteve em 2013, em Las Vegas, quando Anderson Silva tentou um chute baixo e fraturou a perna esquerda na revanche contra ele, na edição 168.

Desta vez, diante de Uriah Hall, o americano aplicou golpe idêntico ao de Spider e caiu com a perna direita quebrada, em momento muito semelhante ao vivido pelo brasileiro. O resultado oficial foi nocaute técnico para o jamaicano com apenas 17 segundos de luta.

Weidman deixou o octógono de maca, sob olhares chocados do público, que pela primeira vez desde começo do ano passado, quando a pandemia do novo coronavírus impediu a presença de torcedores na arena, pôde entrar no ginásio. Enquanto isso, no octógono, Uriah Hall - último oponente de Anderson Silva no UFC -, parecia não acreditar na cena que acabara de vivenciar.

A luta em que Anderson Silva quebrou a perna foi a revanche contra Chris Weidman. Eles se enfrentaram no UFC 162, em julho de 2013, quando "All American" nocauteou o então campeão dos médios, que jamais havia sido superado no Ultimate. Spider - que brincou em excesso no combate - recebeu o direito à revanche imediata cinco meses depois, porém, a fratura na perna esquerda a 1m16s do round inicial, ceifou o sonho do brasileiro de reconquistar o título.
Fonte: Globo Esporte / Combate

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO COVID

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA