SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA


Um medicamento desenvolvido por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
teve efeito de remissão do vírus HIV, causador da Aids. O paciente submetido ao estudo está tem de 34 anos, foi diagnosticado em 2012 com o vírus HIV, mas não apresenta carga viral há mais de dois anos, conforme os resultados apresentados nesta terça-feira (7). 

De acordo com reportagem no portal Bem Estar, o paciente foi submetido a um novo tipo de coquetel contra a doença. Ele foi tratado com uma base de terapia antirretroviral reforçada com outras substâncias, com a adição de um medicamento chamado nicotinamida, uma forma de vitamina B3.

O paciente foi submetido ao novo tratamento por 48 semanas (13 meses), e depois a medicação foi interrompida. A reportagem traz que depois de mais 57 semanas (11 meses) sem o coquetel, o DNA de HIV nas células do paciente e o exame de anticorpos continuavam negativos. 

Os resultados da pesquisa brasileira foram divulgados durante uma conferência sobre a Aids em San Francisco, nos Estados Unidos.

"Este caso é extremamente interessante, e realmente espero que possa impulsionar pesquisas adicionais para uma cura do HIV", disse Andrea Savarino, médico do Instituto de Saúde da Itália que coliderou o teste, em uma entrevista à NAM Aidsmap.

Savarino alertou, porém, que quatro outros pacientes soropositivos foram tratados com o mesmo coquetel, mas não viram os mesmos efeitos positivos.

Fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DO ESTADO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA