SOLIDARIEDADE DA SORTE

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA
Nesta domingo, 10 de maio de 2020, a Prefeitura de Miguel Calmon usou as redes sociais para desmentir uma notícia falsa, fake news, de que estaria ordenando a Polícia Militar a invadir residências para obrigar o moradores a usarem máscaras de proteção ao Covid-19. 

Segundo informações, um blog e um YouTube Bolsonarista utilizaram um vídeo de uma ação policial para gerar a informação anunciando a volta da ditadura e atacar o prefeito do município José Roberto Requião, o Caca do PT,  fato que foi desmentido em nota da prefeitura. 

Sobre o vídeo 
Segundo informações, a Polícia Militar foi acionada por moradores para orientar um cidadão a baixar o som em sua residência. Na sequência o som foi aumentado e ocorreram outras denúncias  e ao retornarem, os militares teriam sido desacatados e um dele acabou perdendo a paciência e quebrado o aparelho sonoro. Uma pessoa que estava na residência gravou um vídeo da ação. 

Nota da Prefeitura de Miguel Calmon 
Uma notícia falsa (fake news) sobre uso de força policial para obrigar o cidadão a usar máscara dentro de sua residência, por ordem do Prefeito Municipal,  está circulando nas redes sociais. Essa notícia diz que a mando do Prefeito a Polícia Militar está invadindo casas de quem está sem máscara, o que não corresponde à verdade. 

O Município de Miguel Calmon busca conscientizar e orientar seus cidadãos para a utilização de máscara em vias públicas. Inexiste norma municipal que exija a utilização de máscara dentro das residências.

É público e notório que a própria Polícia Militar define quais são as suas formas de atuação, sem nenhuma ingerência do Executivo municipal. Frise -se, o vídeo mostra ação policial que não possui nenhuma relação com as medidas restritivas de combate à Covid-19, muito menos decorreu de ordem do Prefeito Municipal.

 A notícia falsa espalhada nas redes sociais tem como objetivo confundir a população e atacar o Prefeito Municipal. Trata-se de uma ação criminosa para atingir também a luta do combate à Covid-19.

O Município de Miguel Calmon está adotando as medidas judiciais cabíveis para identificação  dos envolvidos e apuração de responsabilidade cível e criminal.

Nota da Polícia Militar 
Ao tomar conhecimento do vídeo, o comando da 24ª CIPM, responsável pelo policiamento do município de Miguel Calmon, identificou e imediatamente afastou os policiais militares das atividades operacionais. Nesta segunda-feira (11) eles serão ouvidos na sede da unidade para que seja iniciado o processo apuratório.

Fonte: Augusto Urgente!

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO DO ESTADO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA