Cachoeira dos Alves em Jacobina é perigosa para banhistas, afirma comandante do Corpo de Bombeiros - AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA

Destaque

Cachoeira dos Alves em Jacobina é perigosa para banhistas, afirma comandante do Corpo de Bombeiros

A reportagem do TRagora chegou ao local do resgate do corpo do jovem Isaías Silva no exato momento em que era retirado do fundo do poço da Cachoeira dos Alves, por volta das 16h20, em Jacobina, no Piemonte da Diamantina (BA). De longe, na vereda que dá acesso ao local, já era possível ouvir os gritos de desespero da sua namorada, inconformada com a triste fatalidade.

Área muito frequentada por turistas e banhistas, o balneário é considerado perigoso para pessoas inexperientes, como era o caso do rapaz que morreu afogado no último domingo. Seu corpo ficou por mais de 48 horas embaixo d’água, preso às pedras, até ser resgatado por mergulhadores do Corpo de Bombeiros da Bahia, na tarde desta terça (16).

Em entrevista exclusiva ao TRagora, concedida minutos após o resgate, o comandante do 9º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM) de Juazeiro (BA), major Tarcísio Ribeiro, disse que as condições do ambiente não é a ideal para banho. Um dos mergulhadores relatou ao major que no fundo do poço existem muitas estacas pontiagudas e uma grande quantidade de garrafas de bebidas alcoólicas, muitas delas quebradas.

O turista ou nativo que pular para dar um mergulho, pode sofrer um acidente e até morrer por afogamento ou ferimentos graves”, alertou o comandante.

A recomendação do Corpo de Bombeiros, aos turistas, principalmente, é que antes procurem os nativos para conhecer a área, saber da profundidade e a incidência de afogamentos.

A advertência principal, no entanto, é que os banhistas evitem o uso de bebidas alcoólicas nas áreas de lazer, porque esta é uma das maiores causas de morte por afogamento. Embora este não tenha sido o caso do jovem Isaías, que era evangélico.

Fonte: TR Agora


Páginas