Dr. Everson denuncia erro em Decreto que prejudica agricultores em Várzea do Poço


Nesta quarta-feira (17), o pré-candidato a prefeito de Várzea do Poço, Dr. Everson Matt, fez uma denúncia contra a atual gestão municipal. Ele afirmou que a Prefeitura não editou corretamente o decreto de estado de emergência, resultando em sérios prejuízos para os agricultores locais.

A denúncia tem origem na necessidade de cadastramento de pequenos criadores para a distribuição de milho, uma resposta do Estado devido à estiagem prolongada. O sindicato da agricultura familiar e produtores rurais de Várzea do Poço se preparava para realizar os cadastros quando se deparou com um problema: o município não obteve o reconhecimento oficial do Estado.

De acordo com Dr. Everson, "o nosso município decretou estado de emergência no dia 20 de dezembro de 2023, conforme está no Diário Oficial, porém não tem reconhecimento pelo Estado. Não alimentaram o banco de dados e até o momento Várzea do Poço não tem o reconhecimento do Estado oficialmente, inviabilizando que nós fizéssemos o cadastro para que o pessoal estivesse recebendo milho gratuitamente."

O pré-candidato destacou que a ausência do município na lista oficial dos que decretaram estado de emergência em janeiro comprometeu o acesso aos benefícios estaduais. Dr. Everson aponta possíveis falhas na publicação do decreto, sugerindo que a demora pode ter prejudicado o reconhecimento do Estado.

O Sindicato da Agricultura Familiar e Empreendedores Rurais de Várzea do Poço emitiu uma nota pública expressando preocupação e solicitando esclarecimentos sobre a implementação do decreto. O comunicado destaca que muitos produtores e criadores de animais foram prejudicados devido à impossibilidade de cadastro para receber a remessa de milho.

A população aguarda esclarecimentos da Prefeitura sobre as medidas adotadas em relação ao decreto e ações para evitar mais prejuízos aos produtores locais.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA