Solidariedade da Sorte

(Foto: Shutterstock)

Uma pesquisa do IBGE mostrou que, no Brasil, os jovens estão usando cada vez menos camisinha durante relações sexuais. Do outro lado do mundo, na Índia, os mais novos estão seguindo o caminho contrário, comprando muitos preservativos. O problema é que não estão dando a ele o uso mais tradicional.

A juventude indiana está cozinhando os preservativos para fazer uma espécie de "chá de camisinha". Eles garantem que o líquido resultante funciona como alucinógeno, informou a CNN-News 18, canal de notícias indiano.

A moda começou em julho, fazendo as vendas de camisinhas saborizadas disparar na cidade de Durgapur.

Em entrevista à revista Vice, o cientista Udayan Basak afirmou que, teoricamente dá para ficar “chapado” bebendo o chá de camisinha. O produto contém resinas de poliuretano, usados para garantir que eles durem muito e estiquem mais ainda. A glicerina também é componente, garantindo o sabor.

“Acredita-se que o etilenoglicol, um tipo de álcool, é produzido quando o poliuretano se decompõe após ferver os preservativos com sabor em água por um número determinado de horsa”, disse Basak a Vice.

O efeito da droga seria similar ao de cheirar cola, criando uma sensação eufórica e alucinógena que dura alguns minutos. Os efeitos adversos incluem intoxicação e mesmo o vício.

Fonte: Correio

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

CAMARA DE JACOBINA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA