Solidariedade da Sorte

Foto: Jefferson Rudy/ Agência Senado

Após um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL) matar o guarda municipal e tesoureiro do Partido dos Trabalhadores, Marcelo Arruda, em Foz do Iguaçu (PR), no fim de semana, o senador Humberto Costa (PT-PE) anunciou uma proposta para tornar qualificados os homicídios desta natureza.

“Acabo de apresentar um projeto de lei para tornar qualificado o homicídio cometido ‘por motivo de ideologia, intolerância ou inconformismo político’”, informou o parlamentar, nesta segunda-feira (11), por meio das redes sociais. O qualificador é um fator que pode aumentar a pena do réu e resultar em um maior tempo para cumprir a sentença. “Seguiremos denunciando qualquer ato de violência política. Não vamos permitir que o ódio governe o Brasil”, pontuou o petista.

Marcelo foi morto a tiros por um agente penitenciário federal durante a própria festa de aniversário de 50 anos, com temática do Partido dos Trabalhadores. Ao revidar, aniversariante também atingiu o autor dos disparos, que em princípio a Polícia Civil anunciou que estaria morto, mas depois informou que foi socorrido e permanece hospitalizado. Nesta segunda-feira (11), a Justiça decretou a prisão preventiva do homem acusado de matar o guarda municipal.

Fonte: Bahia. Ba

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 39456 MOYA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA