Solidariedade da Sorte

Foto: Agência Brasil

Com a proximidade das campanhas eleitorais e o acirramento político na disputa pela Presidência da República, a Polícia Federal (PF) decidiu acionar as forças estaduais para reforçar os cuidados com a segurança dos candidatos na eleição.

A direção do órgão orientou suas 27 superintendências regionais a fazerem contato com as respectivas Secretarias de Segurança nos estados para mobilizar esforços no processo.

A PF é diretamente responsável pela proteção dos candidatos à Presidência da República, com exceção do presidente Jair Bolsonaro (PL), que fica sob os cuidados do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

O jornal Folha de S. Paulo teve acesso ao ofício redigido pela PF para as superintendências encaminharem às secretarias estaduais.

No texto, elaborado no final de junho, o órgão afirma que o “cenário atual evidencia a necessidade de somarmos esforços, haja vista o acirramento das relações entre correligionários dos principais candidatos e os incidentes já registrados na fase de pré-campanha eleitoral”.

Aos estados o órgão diz que espera contar com o serviço de inteligência das instituições, a força preventiva e ostensiva das Polícias Militares, o emprego de batedores e a disponibilidade dos Corpos de Bombeiros além do apoio de órgãos de trânsito.

Um dos objetivos do envio do documento é definir um responsável em cada estado para centralizar a comunicação rotineira durante o processo eleitoral para que ela se dê de forma mais ágil.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o que terá o maior efetivo envolvido, decisão que obedece regra interna da PF baseada na medição de risco detectada.

A polícia também classifica como “complexa” a tarefa de realizar a segurança dos presidenciáveis.

Como mostrou a Folha de S. Paulo em abril, integrantes da polícia afirmam que essa deve ser a mais preocupante eleição da história por causa da polarização instalada no país.

O esquema de segurança será somente na proteção dos presidenciáveis e terá início logo após a homologação de cada candidatura em suas respectivas convenções, a partir de 20 de julho.

Fonte: Bahia. Ba

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 39456 MOYA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA