Solidariedade da Sorte


O vizinho não teria gostado de ser reclamado em relação ao som alto que vinha do seu carro / Montagem BNews Redação BNews

Uma briga por som alto resultou na morte de uma mulher identificada como Mirlene Gonçalves, de 41 anos, e do marido dela Robson Leandro Fioroto, de 43. O principal suspeito do duplo homicídio, que aconteceu na noite do último sábado (9), na cidade de Birigui, no interior de São Paulo, é o vizinho do casal, que não teve o nome divulgado pela polícia.

Na cidade de Barreiras, no oeste da baiano, um casal também foi morto por um vizinho pelo mesmo motivo. Na quinta-feira (7), incomodado com o som que vinha do estabelecimento de Antônio Eufrazio Ribeiro, 63 anos, e Fernanda da Cruz Fernandes, de 46, um ex-policial militar atirou contra os dois, que não resistiram aos ferimentos.

No caso do interior de São Paulo, quem não suportou o som alto foi o casal. De acordo com a investigação policial, o suspeito estacionou o carro em frente à casa onde mora, abriu o porta-malas e ligou o som. Mirlene, incomodada, foi até o vizinho reclamar da barulheira.

Casal foi morto a tiros por vizinho por som alto (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Durante uma discussão entre os dois, o suspeito teria pego uma carabina, que estava dentro do veículo, e atirado contra a cabeça da mulher. O marido, ao escutar os disparos, saiu de casa e foi em direção à esposa ferida. Ele também foi atingido nas costas pelo homem.

Robson, mesmo ferido, conseguiu ir até o interior da sua casa, onde fez uma ligação para a filha de Mirlene pedindo socorro. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas quando os profissionais chegaram no local, o casal já estava sem os sinais vitais.

Após os disparos — vizinhos dizem ter escutado pelo menos oito —, o suspeito fugiu do local a bordo do carro. Familiares do casal afirmam que os dois mantinham uma boa relação com o vizinho.

Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

CAMARA DE JACOBINA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA