Solidariedade da Sorte


Mais de 1.700 pessoas morreram na Espanha e em Portugal devido à atual onda de calor que afeta o continente europeu, disse o chefe do Escritório Regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a Europa, Hans Kluge, nesta sexta-feira (22/7).

“O calor mata. Nas últimas décadas, centenas de milhares de pessoas morreram como resultado do calor extremo durante ondas de calor prolongadas, muitas vezes com incêndios florestais simultâneos”, afirmou Kluge.

Nos últimos dias, países europeus sofrem com uma severa onda de calor, em pleno verão, que provocou altas temperaturas e incêndios florestais em vários países, como Inglaterra, Espanha, Portugal, Grécia e Itália. De acordo com a Organização Meteorológica Mundial (OMM), o fenômeno pode continuar até meados da próxima semana.

A mudança climática “não é nova. Suas consequências, no entanto, estão aumentando estação após estação, ano após ano, com resultados desastrosos”, acrescentou Kluge, ressaltando que os incêndios florestais estão avançando “até o norte da Escandinávia”.
Fonte: CNN Brasil

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 39456 MOYA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA