Solidariedade da Sorte


O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, disse nesta sexta-feira (8) que estava encerrando seu acordo de 44 bilhões de dólares com o Twitter, citando violação material de várias disposições do acordo.

As ações do Twitter caíram 6% em negociações estendidas nesta sexta-feira.

O anúncio encerra uma saga depois que a pessoa mais rica do mundo fechou um acordo para adquirir a rede social em abril, mas depois colocou a compra em espera até que o Twitter provasse que os bots de spam representavam menos de 5% do total de usuários.

Em um documento, os advogados de Musk disseram que o Twitter falhou ou se recusou a responder a vários pedidos de informações sobre contas falsas ou spam na plataforma, o que é fundamental para o desempenho dos negócios da empresa.

No mês passado, o Twitter permitiu que Musk acessasse seu “firehose”, um repositório de dados brutos de centenas de milhões de tweets diários.

O Twitter não respondeu imediatamente a um pedido de comentário da Reuters.
Relembre a oferta

Em abril, Elon Musk fez uma oferta para comprar o Twitter. De acordo com o documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, da sigla em inglês), Musk ofereceu comprar todas as cotas que não possui da empresa a US$ 54,20 por ação — o que levaria a empresa a valer US$ 43,4 bilhões.

O CEO da Tesla havia enviado uma carta de oferta ao Twitter, segundo o documento.

No entanto, no mês passado, Musk passou semanas levantando alarmes de que o Twitter poderia ter muito mais contas falsas, spam e bots do que os números divulgados e já ameaçava abandonar seu acordo com a empresa.

O presidente-executivo da Tesla reiterava que a questão de contas falsas no Twitter estava entre os assuntos “não resolvidos” com os quais ele precisaria lidar antes de completar sua aquisição da empresa de mídia social.
Fonte: CNN

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 39456 MOYA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA