Solidariedade da Sorte


O Grupo Mercado Livre, maior do país no ramo de vendas on-line, está em crise financeira e não consegue pagar os fornecedores. O cenário tem gerado capítulos preocupantes. Um fornecedor do Centro de Distribuição de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, foi até a empresa e retirou os maquinários de café que atendiam os funcionários do espaço. A denúncia é de um colaborador que optou por não ser identificado.

Além da falta de pagamentos, são feitas reclamações de atrasos na entrega de produtos aos clientes, relacionadas com problemas administrativos. No sistema Serasa Experian, que é o principal meio de pesquisa sobre situação e possíveis dívidas financeiras das empresas, um dos CNPJs do Mercado Livre apresenta a mensagem “Inadimplente no mercado ou possui indicativo de Recuperação Judicial ou Extrajudicial”.

O ambiente deixa o mercado em sinal de alerta, diante do risco de uma falência repentina do Grupo e prejuízos aos consumidores. O fim de marcas grandes como a do Mercado Livre ainda pode gerar o efeito cascata no desempenho da cadeia produtiva do segmento.

A estrutura de distribuição em Lauro de Freitas, inaugurada em 2020, funciona no modelo Fullfilment. Neste tipo de modelo, o Mercado Livre se torna responsável por todo o processo logístico do processo de compra, desde o estoque de produtos, ao pós-venda.

A reportagem do BNews tentou contato com o Grupo Mercado Livre, mas não recebeu retorno até o fechamento da matéria.
Fonte: Bnews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

CAMARA DE JACOBINA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA