Solidariedade da Sorte


Paulinha Abelha morreu no dia 23 de fevereiro, após dias internada na UTI / Reprodução/Instagram Redação

Após três meses da morte da cantora Paulinha Abelha (1978-2022), da banda Calcinha Preta, a médica Paula Cavallaro, que foi apontada como uma das responsáveis pelo ocorrido com a artista, se manifestou pela primeira vez nas redes sociais, profissional da área da saúde precisou se afastar da internet por causa dos haters.

No entanto, o laudo médico que saiu recentemente, comprovou que a morte de Paulinha não estava relacionada aos medicamentos que ela tomava para emagrecer. Em seu Instagram, Paula revelou todos os detalhes.

“De acordo com a documentação analisada, as lesões renais apresentadas pela paciente não possuem relação com uso de AQUI a lesão hepática não possui nexo causal com os medicamentos prescritos pela Clínica Cavallaro", iniciou.

"Ou seja, não existe nexo causal entre os medicamentos prescritos e a doença que acometeu Paulinha. Embora todo o estrago que fizeram em minha vida pessoal e profissional, em momento algum eu duvidei de que a verdade viria à tona, como realmente veio”, prosseguiu.
Paula Cavallaro, médica de Paulinha, lamenta manifestações contra ela na web

Ainda no relato, a médica Paula comentou sobre as acusações que sofreu dos internautas, inclusive, fazendo com que pacientes largassem o tratamento pela metade.

Algumas pessoas utilizaram as redes sociais para me difamar, onde sofri acusações injustas, que não afetaram só a mim, mas prejudicaram também, outros profissionais médicos, e a muitos pacientes que interromperam seu tratamento em razão das inverdades disseminadas maldosamente nas redes sociais”.

 Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

CAMARA DE JACOBINA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA