Solidariedade da Sorte


O lutador Paulo Henrique Costa, conhecido como Paulo Borrachinha, foi levado a uma delegacia para esclarecimentos após ter dado uma cotovelada em uma enfermeia supostamente por causa de um cartão de vacinação.

O caso envolvendo o atleta do UFC foi registrado na noite desta segunda-feira (30) em um shopping de Contagem (MG). De acordo com informações da Guarda Municipal, Paulo Borrachinha foi até a sala de aplicação de vacinas contra a Covid-19 e afirmou que gostaria de se vacinar.

No local, porém, o lutador não quis se vacinar e tentou sair com o cartão, mas foi impedido pelas enfermeiras. As mulheres afirmam que foi neste momento que Paulo aplicou uma cotovelada em uma das trabalhadores.

O lutador, no entanto, deu outra versão para o ocorrido. “Ele afirmou que tomou a vacina, mas as enfermeiras não deixaram ele sair com o cartão. Ele disse que gerou um estresse, ele pegou o cartão e saiu. Nesse momento, uma enfermeira o agarrou pelo braço e ele se desvencilhou”, afirmou o guarda Marco Mota ao G1.

A enfermeira, de acordo com a publicação, não precisou de atendimento médico e disse estar apenas com inchaço nos lábios. No local da vacinação não havia câmeras.
Fonte: Informe Baiano

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

CAMARA DE JACOBINA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA