Solidariedade da Sorte


Apesar de ter cancelado o show de Gusttavo Lima, que aconteceria neste sábado (28), a cidade mineira de Conceição do Mato Dentro, terá que pagar o cachê integral do artista. O contrato foi assinado pelo prefeito da cidade, Zé Fernando (MDB). O Município também cancelou o show da dupla Bruno e Marrone, que estava previsto para ocorrer no próximo mês.

O pagamento, mesmo com cancelamento, está previsto no contrato assinado pelo prefeito. O pagamento de R$ 600 mil foi feito no ato da assinatura. O restante seria pago cinco dias antes do show. Em caso de cancelamento, era previsto uma multa de 50% do valor global. Segundo o jornal o Tempo, desta forma, Conceição do Mato Dentro pagou R$ 1.2 milhão para não ter o show do "Embaixador".

A cidade já tinha pago 50% do cachê de Bruno e Marrone. 25% foi pago na assinatura do contrato e outros 25% quitados no último dia 11. O restante seria pago no dia 15 de junho. A dupla, entretanto, firmou que o cancelamento injustificado do show resultaria em uma multa no valor de 50% do contrato. Na prática, a prefeitura vai precisar pagar o valor inteiro, de R$ 520 mil, mas sem a apresentação.

O contrato com Bruno e Marrone tem uma cláusula que permite uma nova apresentação desde que o cancelamento seja causado por "determinação administrativa e legal de governos Estadual e Federal, impossibilidade de acesso ao local do evento, enchentes, incêndios, tempestades, desmoronamentos de terra, falta de condição de pouso, falha mecânica de veículos de transporte da equipe e/ou equipamentos, greves, tumultos, manifestações e qualquer outro movimento de natureza popular, catástrofes de qualquer natureza, e risco de contágio à Covid-19 ou outras doenças". Todas essas exceções permitem uma nova data para a apresentação, sem pagamento de multa, mas mantido o pagamento do valor do show.

O prefeito Zé Fernando negou que os artistas vão receber o pagamento, mesmo com a previsão contratual. A prefeitura emitiu uma nota pública para informar os cancelamentos. "A Prefeitura de Conceição do Mato Dentro informa que, devido a lamentável tentativa de envolver a 30ª Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus de Matosinhos em uma guerra política e partidária que não tem nenhuma ligação com o município e nem tampouco com a tradicional festa, está cancelada a participação do cantor Gusttavo Lima e da dupla Bruno e Marrone no evento", escreveu a administração do município.

A prefeitura da cidade é suspeita de desviar uma verba destinada à saúde, educação, meio ambiente e infraestrutura para pagar o cachê de R$ 1,2 milhão que Gusttavo Lima receberia pelo show. O Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) instaurou uma Notícia de Fato sobre a contratação milionária de um show de Gusttavo Lima e de outros artistas pela Prefeitura de Conceição do Mato Dentro, na região Central do Estado. O procedimento verifica se há elementos para iniciar uma investigação de fato.
Fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

CAMARA DE JACOBINA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA