Solidariedade da Sorte

Foto reprodução

A juíza do Trabalho Viviane Christine Martins Ferreira determinou que o Ifood pague um salário para um entregador, que perdeu o movimento de uma das mãos por ter sido atingido por um tiro durante o trabalho. No caso, o entregador está há cinco meses sem trabalhar devido ao acidente, sem qualquer tipo de auxílio. O Ifood nega ter obrigações trabalhistas com o entregador.

Na decisão da juíza, publicada nesta terça-feira (12), a empresa foi obrigada a pagar o valor de um salário para o entregador, até que ele consiga o auxílio-acidente, através dos órgãos previdenciários, ou que recupere sua capacidade de trabalhar. A ação foi movida pelo projeto Caminhos do Trabalho, que entrou com processo na última sexta-feira (8). A parceria da Ufba com o Ministério Público do Trabalho da Bahia (MPT-BA), o projeto auxilia gratuitamente trabalhadores para dar atendimento médico e assessoria jurídica.

"É uma decisão inédita no Brasil. Eles vão ter que pagar enquanto corre o processo, então se antes eles estavam enrolando, agora o tempo corre contra eles", afirma o coordenador do projeto na Ufba, Vitor Filgueiras.
Fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

MOYA PI 37581

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA