Solidariedade da Sorte

Foto: Ricardo Stuckert

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) atacou, neste sábado (23), seu provável adversário na corrida presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), por não ter se manifestado sobre o perdão dado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) ao deputado federal Daniel Silveira (PTB).

Segundo Ciro, Lula teria razões “condenáveis” para não fazer críticas a Bolsonaro no caso. O perdão do presidente da República ao seu correligionário, condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), foi considerado por diversos atores políticos como um ato antidemocrático.

“O fato de Lula não ter condenado o decreto escandaloso de Bolsonaro só pode dever-se a duas razões. Ambas extremamente condenáveis. Primeiro, ele já se julgar eleito, e achar que não deve satisfação a ninguém, nem às instituições”, publicou Ciro, em suas redes sociais.

“Segundo, pretender usar, se eleito, do mesmo expediente de Bolsonaro para indultar dezenas de companheiros íntimos que ainda têm contas a pagar à justiça. Seria uma lista assombrosa em quantidade e má qualidade”, continuou o pré-candidato do PDT à presidência da República.

Para finalizar, o ex-ministro do governo Lula voltou a comparar seus adversários, afirmando que eles são, ao mesmo tempo, diferentes e iguais.

“De forma imediata - e bem colateral - é espantosa a falta de solidariedade dele ao STF, a quem tanto deve. Ou seja: é o velho Lula de sempre, que só pensa em si mesmo e em sua curriola. Lula e Bolsonaro: tão diferentes, tão iguais. Acorda, Brasil!”, concluiu.
Fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

MOYA PI 37581

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA