Solidariedade da Sorte

Foto reprodução

Contrariando o que à primeira vista pode parecer duvidoso para quem deseja abrir um negócio, muitas cidades no interior da Bahia oferecem um cenário positivo para atrair investimentos. Fora da capital baiana e da Região Metropolitana, dez municípios se destacam.

Para a consultora técnica do Sebrae, Taiane Jambeiro, um dos aspectos que coloca a região interiorana nessa posição, é o fator da demanda e oferta. Enquanto na capital, a cartilha de serviços ofertados pelos negócios que atuam no centro urbano é vasta e consegue atender grande parte da procura, no interior, há maior possibilidade de surgirem novas demandas.

Esse foi o caso de Ana Carolina Simas, 24, que abriu um negócio no interior a partir de uma demanda que surgiu dela, mas que se estendia ao resto da população do seu município. Ela foi a primeira da cidade a abrir uma empresa de personalização de fotos Polaroid. A Polaroid Club está no mercado há quase dois anos, começou com um investimento de R$50,00 e hoje já fatura 50 vezes mais.

“Como eu era a primeira da cidade, foi uma explosão. Eu busquei outras empresas que trabalham com isso, tabelas de valores, de modelos, porque polaroid você pode colocar legenda, imã de geladeira, estampa, uma infinidade de coisas. Então eu me inspirei nas empresas que faziam isso e decidi investir no meu negócio”, conta Ana.

De acordo com Taiane, “quanto maior a população, maior a chance de se encontrar clientes, mas as cidades menores também têm potencial, porque todo mundo se conhece, e é possível oferecer um serviço mais personalizado, por isso, a chance de fidelizar o cliente é maior, já que na cidade pequena você também consegue trabalhar muito bem a questão da proximidade”, explica a consultora do Sebrae

O que faz de uma cidade o paraíso dos investimentos, de acordo com a consultora, vai além das características mercadológicas, populacionais, sociais, econômicas e de infraestrutura do local .Esses fatores devem ser levados em consideração, mas apenas após a definição do tipo de negócio que será levado para a cidade.

Se o local escolhido atende questões particulares da empresa como: proximidade com a concorrência, formato físico ou online e proximidade com o público alvo (baixa renda ou alta renda), ele é o lugar mais certo para o investimento.

“Por exemplo: se eu precisar fazer um serviço mecânico no meu carro, eu sei que em determinada região da cidade tem uma grande contemplação de empresas desse ramo juntas, então neste caso é bom estar perto da concorrência, porque quando a pessoa buscar aquela referência, ela já sabe onde vai procurar” exemplifica Taiane.

Foi no que Edesio de Souza, de 56 anos, decidiu apostar ao abrir uma loja de autopeças em Irecê, um dos municípios que faz parte da lista de cidades do interior favoráveis para investimentos [confira no box da matéria]. Ele escolheu o local porque, antes de abrir o negócio, era representante comercial de uma distribuidora de autopeças e já tinha conhecimento da prosperidade do setor na região.

“Sou representante desse segmento desde 2000 e tenho a loja de autopeças desde 2018. Esse é um bom ramo na região. O veículo hoje, é na maioria das vezes uma necessidade e a demanda por peças para reparos é muito grande” conta o empresário.

Seguindo suas características, cada cidade pode apresentar um setor de negócios com maior tendência de sucesso para aquela região, e no interior, adicionando sua característica de maior possibilidade de apresentar novas demandas, não é diferente. Por isso, a consultora do Sebrae, Taiane Jambeiro, listou, com base nos dados levantados pela ferramenta Radar do Sebrae [confira no rodapé], as 10 melhores cidades do interior para abrir um negócio.

BOX:

Feira de Santana

Porque investir: segunda maior cidade da Bahia e setor comercial forte.

Tendências de mercado: eletrônicos, casa lotérica, motel e calçados

Vitória da Conquista
Porque investir: setor comercial mais forte da região Sul

Tendências de mercado: aluguel de roupas, consultórios médicos, serviço veterinário e dentista

Lençóis
Porque investir: setor turístico aquecido e proximidade com região turística
Tendências de mercado: floriculturas, suvenires, bijuterias e artesanatos

Luiz Eduardo Magalhães
Porque investir: crescimento do agronegócio
Tendências de mercado: transportadora de cargas, equipamentos para escritório, autopeças e contabilidade

Teixeira de Freitas
Porque investir: setor turístico aquecido e proximidade com estados do Sudeste do Brasil
Tendências de mercado: comércio de tecidos, bar e restaurante, lavanderia e serviços advocatícios

Ilhéus
Porque investir: setor turístico aquecido e forte produção de cacau
Tendências de mercado: floriculturas, suvenires, bijuterias e artesanatos

Juazeiro
Porque investir: comércio forte
Tendências de mercado: higienização de imóveis, academias, equipamentos para escritórios e lanchonete

Santo Antônio de Jesus
Porque investir: comércio forte e proximidade com Região Metropolitana
Tendências de mercado: lanchonete, loja de produtos de limpeza, armarinhos, loja de móveis

Irecê
Porque investir: comércio forte e proximidade com região turística
Tendências de mercado: lan house, gráfica, salões de beleza e comércio de roupas e confecções

Senhor do Bonfim
Porque investir: comércio forte
Tendências de mercado: hortifrutigranjeiros, lava jato, calçados, bares e restaurantes

Fonte: Correio 24h

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

MOYA PI 37581

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA