Solidariedade da Sorte


Policial foi preso durante operação do Ministério Público estadual / Divulgação Redação


Um investigador da Polícia Civil foi preso na manhã desta segunda-feira (21), em Juazeiro, no norte da Bahia, durante a "Operação Instambul", deflagrada pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA).

O policial é investigado por suspeita de torturar um idoso de 74 anos na cidade de Remanso, também no norte baiano, durante uma prisão em flagrante, que depois foi relaxada pelo juiz por ilegalidade. Ele foi preso e afastada das suas funções, de forma preventiva. O agente também foi alvo de busca e apreensão pessoal, com base em decisão da Vara Criminal de Remanso.

Participaram da ação o Grupo de Atuação Especial Operacional de Segurança Pública (Geosp) e o Grupo de Apoio Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MP estadual, com apoio operacional da Corregedoria da Políca Civil (Corepol), da Coordenação de Operações Especiais (COE) e da Coordenação de Apoio Técnico à Investigação (Cati).

De acordo com o Ministério Público, o caso de tortura chegou ao órgão pelo Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (CAODH). Detido com substâncias entorpecentes, no dia 22 de janeiro, o idoso precisou ser internado em uma unidade básica de saúde de Remanso por conta das lesões sofridas.

"Diante da gravidade dos fatos, o MP colheu depoimentos de todos os profissionais que tiveram contato com o idoso, tanto da área de segurança pública, quanto de saúde, além de seus familiares", afirma o Ministério Público.

Segundo o órgão, as otivivas realizadas e demais elementos evidenciam, "neste momento de apuração criminal, que o idoso foi vítima do crime tortura cometido pelo policial civil".

Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 86258 SLA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA