Solidariedade da Sorte

Reprodução

A forte chuva que atingiu Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, já deixou cinco mortos e quatro pessoas desaparecidas desde a tarde de domingo (20/3). A nova enchente acontece um mês após 233 pessoas morreram e quatro vítimas ainda permanecerem sumidas depois da tragédia de 15 de fevereiro.

Dois mortos foram encontrados no Morro da Oficina, outros dois na Rua Washington Luis e uma vítima veio a óbito na Rua Pinto. Uma pessoa foi resgatada com vida pelo Corpo de Bombeiros. A Defesa Civil mantém alerta para risco de deslizamentos, principalmente no primeiro distrito.

Até agora, foram registradas 95 ocorrências, sendo que a maior parte foi por deslizamentos. Pelo menos 574 pessoas estão sendo atendidas nos pontos de apoio. O maior volume pluviométrico nas últimas 10 horas foi registrado no São Sebastião, com 415 milímetros. O Rio Quitandinha transbordou duas vezes.

Previsão de mais chuva

Como há núcleos de chuva atuando no entorno do município, há condições de haver mais registros de chuva, de intensidade moderada a forte para as próximas horas.

“Ainda temos previsão de chuva, pedimos que a população fique atenta aos nossos informes”, pontuou o secretário de Defesa Civil, o tenente-coronel Gil Kempers.

Entre as regiões afetadas pela chuva estão Alto da Serra, Vila Felipe, São Sebastião, Quitandinha, Castelânea, Chácara Flora, Centro, Quissamã, Morin, Independência, Mosela, Siméria, Caxambu, Coronel Veiga, Estrada da Saudade, Saldanha Marinho, Vila Militar, Bingen, Carangola, Floresta, Itaipava, Provisória, Quarteirão Brasileiro e Valparaíso.

Fonte: Metrópoles

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 86258 SLA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA