Solidariedade da Sorte

Rodoviária

Investigado por suspeita de aplicar golpes milionários em diversos estados, o pastor goiano Osório José Lopes chegou a prometer para uma vítima retorno financeiro de R$ 2 quatrilhões. É o que mostra documento com o nome dele, aponta a investigação. O valor supera a fortuna das 10 pessoas mais ricas do mundo, segundo lista da Forbes.

O documento foi obtido e divulgado pelo Fantástico, no último domingo (13/3). De acordo com as apurações, o pastor cobrava um valor das vítimas com a promessa de que elas teriam rendimentos bilionários. Ele é réu por estelionato em Goiás e foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP), na última sexta-feira (11/3).

Em vídeo publicado na internet, Osório, que está em liberdade, se posicionou contra as acusações e possíveis crimes que ele chamou de “coisas erradas”, atribuindo a responsabilidade delas a terceiros. Apesar de se apresentar como pastor, ele não é ligado a uma igreja.

“Não tenho vergonha de dizer que lá atrás eu fiz coisas erradas. Erradas porque não tive orientação jurídica. Estamos entrando com recursos para provar que somos inocentes. Eu nunca neguei que tenho as minhas dívidas. E tenho os meus combinados, que não foram ainda cumpridos.”

 

A polícia disse que antes de o pastor aplicar golpes na capital paulista, ele causou também prejuízo de pelo menos R$ 15 milhões em Goiás. As vítimas, a maioria de Goianésia, no centro do estado, acreditavam nas promessas do religioso.

De acordo com as investigações, as pessoas eram atraídas por meio de vídeos que o pastor publicava na web. Ele dizia que tem dinheiro no “Tesouro Mundial” e quer repartir. No entanto, para fazer a partilha, alegava que precisava de ajuda financeira dos fiéis.

O retorno financeiro de R$ 2 quatrilhões, segundo as diligências, foi prometido pelo pastor a um empresário de São Paulo. A vítima disse à equipe de investigação que o valor total investido por ela na operação prometida por Osório ultrapassou R$ 300 mil, montante depositado na conta do religioso.

O empresário contou que começou a exigir do pastor o dinheiro prometido. No entanto, depois de muita cobrança, Osório relatou que conseguiu receber de volta R$ 90 mil e mais um carro importado. O investidor disse que buscou o veículo em um escritório do pastor e que, ao voltar para casa, sofreu um grave acidente.

“Eu nunca quis receber um carro. Eu queria o valor em dinheiro. Aí me disseram, ‘ou pega o veículo ou não pega nada’. Esse carro foi entregue na garagem de um escritório que prestava serviço para o Osório. Já havia umas duas horas que eu tinha rodado com o carro. De repente, eu vejo soltar o eixo da roda traseira do meu lado que voou para a outra pista. O carro capotou. Ali eu vivi uma das piores experiências da minha vida”, disse a vítima.

Por causa das lesões, o empresário ficou seis meses sem conseguir andar. O promotor de Justiça Felipe Oltramari, do MPSP, disse ao Fantástico que o acidente ocorreu em “condições misteriosas”.


“Ele acabou sofrendo um acidente em condições misteriosas. Em condições pouco comuns. Dada a anormalidade dessa situação, tudo está a indicar que esse fato merece ser mais bem apurado”, assinalou o promotor.

Em nota, a defesa de Osório José Lopes disse que o carro capotou em razão do excesso de velocidade.

Fonte: Metrópoles

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

MOYA PI 37581

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA