Solidariedade da Sorte

Reprodução

As exonerações no governo federal em razão das eleições 2022 não foram exclusividade dos ministros. Além dos nove ministros exonerados para concorrerem às eleições deste ano, o presidente Bolsonaro também retirou dos cargos outros três nomes importantes de sua gestão: Alexandre Ramagem, Mário Frias e Sérgio Camargo.

Alexandre Ramagem foi exonerado, nesta quinta-feira (31),do cargo de diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A exoneração é assinada pelo presidente e pelo general Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança. O substituto ainda não foi nomeado. Ramagem tomou posse em novembro de 2019, em substituição a Janér Tesch Hosken Alvarenga.

Sérgio Camargo, que se envolveu em diversas polêmicas ao longo da sua gestão na Fundação Palmares, também foi exonerado. Na terça-feira (29), Camargo filiou-se ao PL, mesmo partido do presidente Bolsonaro. "Filiei-me ao PL! Negros não precisam ser vítimas. Negros são livres. Pretos e brancos unidos. Palmares digna. Bolsonaro até 2026. Sigamos, patriotas!", escreveu ele no Twitter.

Além deles, Mário Frias deixou a Secretaria Especial da Cultura para disputar as eleições. Para o cargo, foi nomeado Hélio Ferraz de Oliveira, até então secretário nacional do audiovisual e nº 2 da pasta. No último 12 de março, o secretário se filiou ao PL, mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro, e anunciou que se tornava pré-candidato a deputado federal por São Paulo.
Fonte: Metro 1

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 86258 SLA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA