Solidariedade da Sorte


Reprodução/Redes sociais

Um detento da Penitenciária I Nestor Canoa, em Mirandópolis, no interior de São Paulo, matou a esposa enforcada durante visita íntima na tarde de domingo (13/3).

Segundo o boletim de ocorrência, Wellys Lopes Ribeiro, de 35 anos, confessou ter utilizado uma corda feita artesanalmente para enforcar a companheira, Patrícia Lopes Ribeiro, de 31.

Ribeiro teria confessado à polícia que matou Patrícia Reprodução/Redes sociais


O corpo de Patrícia permaneceu dentro de uma cela, das 13h às 15h. O crime só foi descoberto ao fim do horário da visita. De acordo com a polícia, o próprio detento comunicou o assassinato da jovem. A mulher teve também os cabelos cortados.

Em depoimento à polícia, Wellys alegou ter matado a esposa por conta de uma traição. O homem está preso por tráfico de drogas e agora responderá por feminicídio.

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), em nota, afirmou que Wellys foi isolado. O órgão também abriu um procedimento disciplinar e preliminar para averiguar os fatos.

Fonte: Metrópoles

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 86258 SLA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA