Solidariedade da Sorte


O homem que foi preso no Hospital Geral do Estado (HGE) enquanto se passava por um cirurgião para ter acesso ao estado de saúde do policial Yago França de Souza - vítima de um grave acidente no município de Seabra - fornecia informações falsas sobre o estado de saúde do agente à família. As informações são da Polícia Civil. Yago é uma das vítimas do acidente que matou dois policiais, na BA-233. A Polícia Civil chegou a informar que o rapaz havia morrido mas, na noite de terça-feira (8), voltou atrás e afirmou que ele segue internado.

De acordo com a polícia, o falso médico estava vestido de jaleco e usava um estetoscópio. Dessa forma, ele teve acesso à UTI onde o policial está internado e passou a fornecer informações a familiares sobre o quadro de saúde do investigador. Ele também divulgou áudios dando informações falsas sobre o estado de saúde do policial. Uma familiar do policial, que é médica, desconfiou de algumas declarações do falsário, e policiais civis de Seabra, que estavam no hospital, abordaram o homem.

"Ele portava apenas uma cédula de identidade da Argentina e não apresentou nenhum tipo de documento que o habilitasse para o exercício da medicina. O falso médico foi apresentado na 1ª Delegacia Territorial (DT/Barris), onde foi autuado em flagrante por exercício ilegal da profissão e falsidade ideológica. A Delegacia instaurou inquérito e vai apurar também o acesso ao HGE", conclui a PC.

Fonte: Metro 1

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 86258 SLA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA