Solidariedade da Sorte

A presidenta da OAB da Bahia, Daniela Borges, juntamente com a vice-presidente, Christianne Gurgel, e o conselheiro federal Luiz Coutinho estiveram, nesta quarta-feira (16), na sede da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). 

O objetivo da visita foi pedir ao secretário da pasta, Ricardo Mandarino, celeridade na investigação do assassinato do advogado Lucimário de Queiroz Menezes, assim como oferecer apoio para a resolução do caso. O advogado foi morto a tiros em frente à Câmara de Vereadores da cidade de Saúde, na região de Jacobina, na última segunda-feira (14).

Daniela Borges agradeceu ao secretário por receber a OAB da Bahia em seu gabinete e frisou que o caso abalou não apenas a advocacia, mas toda a região de Jacobina. “O crime causou muita comoção. O nosso colega foi alvejado em plena luz do dia em frente à Câmara e isso trouxe uma sensação de insegurança, mesmo porque ele estava no exercício da profissão”, disse.

O secretário Ricardo Mandariono destacou que o apoio da OAB nessa investigação será importante e que todos os esforços já estão sendo feitos para se chegar aos autores e mandantes do crime. “A gente conta muito com a colaboração da OAB. Vamos juntos nos empenhar ao máximo para solucionar esse caso que, ao que tudo indica, foi um crime premeditado”, afirmou o secretário.

De maneira remota, o presidente da Subseção de Jacobina, Alisson de Lima, participou da reunião. Ele não pôde vir a Salvador por conta dos compromissos na Subseção decorrentes do crime. “Eu agradeço o apoio das polícias Civil e Militar na investigação e também à presidenta Daniela Borges pela agilidade na diligência”, disse.

Estiveram presentes ainda no encontro a delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Campos de Brito, e o comandante geral da Polícia Militar, coronel Paulo Coutinho. A delegada Heloísa apontou que existe uma gama de possibilidades a serem investigadas e que todas elas serão devidamente apuradas. 

“Vamos ter todo o cuidado no acompanhamento desse caso. Nossos esforços e tudo o que a Secretaria possui em termos de recurso para a investigação estão disponíveis para a solucionar o crime”, esclareceu Heloísa. 


Grupo de trabalho

A Seccional comunicou à Secretaria também a criação de um grupo de trabalho interno, coordenado pelo conselheiro federal Luiz Coutinho, para acompanhar o caso e servir de ponte para contribuir com as investigações.

“A gente está tendo o cuidado de apoiar a Secretaria na investigação, bem como o delegado que está presidindo o inquérito, sobretudo por se tratar de uma delegacia pequena do interior que sofre com os problemas estruturais do nosso estado”, ressaltou Coutinho. 

Além de Luiz Coutinho, o grupo de trabalho é formado ainda pela conselheira federal Marilda Sampaio, pelo presidente da Subseção de Jacobina, Alisson de Lima, e pelo advogado Hercules Oliveira da Silva.

Foto: Angelino de Jesus/OAB-BA

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

MOYA PI 37581

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA