Solidariedade da Sorte

Material obtido pelo Metrópoles

Imagens obtidas com exclusividade pelo Metrópoles mostram dois integrantes da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), fardados e em horário de trabalho, desfrutando de momentos de intimidade com mulheres na saída de uma balada na madrugada do último dia 31.

As imagens foram feitas no Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN). Enquanto um PM beija uma das jovens, seu parceiro de farda beija o pescoço de outra sem se intimidar com a presença de populares que passavam pela região.

Confira fotos e o vídeo do momento íntimo abaixo:

Beijos se iniciam perto dos carros Material obtido pelo Metrópoles

 

O flagra foi registrado por volta das 4h30, um pouco depois de eles terem chegado em uma viatura para acompanhar a movimentação no fim da balada. Em certo momento, um grupo se aproxima dos PMs, oferece um cigarro, e ambos começam a fumar.

Minutos depois, duas mulheres se juntam ao grupo. Ato contínuo, um dos PMs vai com uma delas para perto dos carros e começa a beijá-la. O clima esquenta e o casal procura um lugar mais reservado.

Atrás de uma pilastra, os beijos continuam e, sem notar a presença de câmeras, o militar começa a beijar a mulher abaixo do pescoço. A cena é possível ser observada a partir do minuto 2:44 do vídeo acima. A poucos metros, o segundo PM também começa a beijar uma jovem e se junta ao primeiro casal.

Em seguida, o quarteto vai para atrás de um bloco residencial e continua com a troca de carícias. São quase 20 minutos de beijos e abraços.

O que diz a PMDF

Procurada pela reportagem, a Polícia Militar do Distrito Federal não havia se manifestado até a publicação desta reportagem. O espaço segue aberto para eventuais manifestações.

PMs transportam prostitutas em viaturas

Em julho de 2019, o Metrópoles revelou um caso semelhante, em que os policias militares aproveitavam o momento de serviço para satisfação pessoal. Na ocasião, fardados, eles transportavam prostitutas em viaturas, no Alfa Pub, no Setor Hoteleiro Sul.

À época, ao longo de quatro meses, a reportagem acompanhou a relação próxima entre policiais, proprietários de uma casa noturna, funcionários e mulheres que ganham a vida com o sexo. Durante as campanas, foi constado que, semanalmente, grupos de PMs frequentavam o estabelecimento. Alguns, inclusive, chegavam a passar até três horas dentro do prédio.

Veja o vídeo feito à época:

 

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

CAMARA DE JACOBINA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA