Solidariedade da Sorte

Escola municipal em Salvador — Foto: Natally Acioli / G1


O prefeito de Salvador, Bruno Reis, anunciou, nesta sexta-feira (21), que a comprovação vacinal não será exigida para que alunos da rede municipal de ensino tenham acesso às escolas da cidade. De acordo com a prefeitura, o ano letivo começa no dia 3 de fevereiro em Salvador.

"Em relação às crianças da nossa rede [...] Eu não vou exigir. Não vou obrigar o pai ou a mãe que não queira vacinar a criança de 5 anos para ter acesso a educação. Eu não quero dificultar o retorno às aulas", disse.

O prefeito afirmou que após os últimos dois anos sem aulas presenciais, provas internas demonstraram desempenho ruim de alunos da rede.

"Evidente que estamos há dois anos sem aulas em nossa cidade e os prejuízos são incalculáveis. Realizamos provas internas para avaliar o desempenho dos alunos e os números são muito tristes", disse.

O prefeito pediu que pais e responsáveis levem as crianças da rede municipal para a escola no começo do ano letivo. Bruno Reis anunciou que neste sábado (21), a vacinação contra Covid-19 será exclusiva para crianças de 5 a 11 anos.

"O que o prefeito faz nesse momento é um apelo que as mães levem seus filhos para as escolas dia 3. Vocês viram o esforço da prefeitura. Amanhã [sábado] vamos vacinar somente as crianças. As de 5 anos terão dose da Pfzer para tomar e de 6 a 11 da Coronavac. Temos condições de vacinar todas as crianças da cidade que os pais tomarem a decisão de levar para vacinar. Com isso poderemos voltar às aulas dia 3 com a segurança ainda maior", disse.

O prefeito ainda destacou que considera o ambiente escolar seguro e destacou que profissionais de educação já devem chegar no dia 3 com prazo para recebimento da terceira dose.

"Diante dos altos índices de vacinação que temos, inclusive dos profissionais da educação, que já estarão com data de terceira dose. Considero a sala de aula um ambiente seguro e para as crianças, especialmente as mais novas, não exigir cartão de vacinação", disse.

Rede estadual vai exigir vacinação

Na rede estadual, a apresentação da caderneta de vacina do estudante na unidade escolar é uma exigência estabelecida em portaria da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC).

Além disso, estudantes deverão apresentar à secretaria escolar a comprovação da vacina contra a Covid-19. Na quinta-feira (20), o governador Rui Costa disse que a retomada das aulas seria uma oportunidade de incentivar a vacinação.

"Quero, mais uma vez, fazer um chamamento aos prefeitos. Aproveitem a volta às aulas para fazer repescagem da vacinação dos adolescentes. Dia 7, por favor, montem uma equipe de vacinação nas escolas estaduais e municipais. Vamos fazer uma repescagem de quem não se vacinou, sejam alunos, professores ou funcionários".

Fonte: g1 Bahia.

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

MOYA PI 37581

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA