Solidariedade da Sorte

Delegado da Polícia Civil do Tocantins morre aos 31 anos — Foto: Divulgação

Morreu, aos 31 anos, o delegado de Polícia Civil, Hismael Athos Tranqueira Noleto. Ele estava internado em um hospital particular de Palmas e não resistiu nesta segunda-feira (3).

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que o delegado "estava internado para tratamento contra a dengue, mas veio à óbito".

O corpo do delegado está sendo velado desde às 7h desta terça-feira (4) na sede do Sindicato dos Policiais Civis do Tocantins, localizada na avenida Teotônio Segurado, na quadra 1.002 Sul, em Palmas.

O enterro está previsto para acontecer às 17h no cemitério Jardim da Paz, às margens da TO-020, saída para Aparecida do Rio Negro.

"Neste momento de profunda tristeza, o secretário da SSP, Wlademir Costa, lamenta a perda e se solidariza com a dor dos familiares e amigos com votos para que Deus conforte o coração de todos", informou a nota enviada pela SSP.

Hismael entrou para o quadro da Polícia Civil do Tocantins em 2017 e chefiava a Delegacia Especializada em Investigações Criminais (1ª DEIC) em Palmas. Durante o exercício da função, atuou em operações e investigações de crimes que ganharam repercussão no estado.

Um dos casos envolve a morte de um cigano em Paraíso do Tocantins, no início deste ano. O suspeito do crime foi identificado e preso em Brasília (DF). O criminoso seria um pistoleiro que cobrava até R$ 300 mil para cometer os assassinatos.

Outra investigação conduzida por ele resultou na prisão do principal suspeito de matar um casal de aposentados em uma chácara às margens da TO-080, entre Paraíso do Tocantins e Monte Santo, no fim de novembro de 2020. O suspeito de 36 anos é um ex-funcionário do casal que havia sido demitido por se insinuar sexualmente para a patroa.

Fonte: G1

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

CAMARA DE JACOBINA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA