Solidariedade da Sorte

(Divulgação)

O Hospital Geral Roberto Santos grita por socorro. A unidade, que é o maior hospital público do Norte-Nordeste, está com estoque crítico de bolsas de sangue. Para se ter uma noção, há uma única unidade do tipo O negativo no local.

A falta de bolsas implica na impossibilidade da realização de cirurgias. Só no ano de 2021, a instituição teve que desmarcar 30 operações por falta de sangue no estoque. O número é ainda maior quando somados os pacientes que não chegaram a ser chamados para o centro cirúrgico.

Hoje, o Roberto Santos possui 640 leitos de internação. Nesta terça-feira (4), a unidade contava com apenas três bolsas de sangue do tipo O+ e uma do tipo O- (doador universal). Neste momento, há pacientes necessitando de transfusão, pacientes que precisam de reservas de bolsas para realizar cirurgia e pacientes que necessitam de transfusão durante a hemodiálise. A prioridade é dada aos usuários com quadros graves.

Diante do cenário crítico, a instituição apela para que a população baiana doe sangue. Para isso, basta procurar uma das unidades da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba). Informações adicionais podem ser obtidas pelo telefone (71) 3116-5643 ou pelo site www.hemoba.ba.gov.br.

Fonte: Correio

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

TEMPO PI - 32135

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA