Solidariedade da Sorte

Câmara de Vereadores se reuniu extraordinariamente, na manhã deste domingo (9), para votar o  Projeto de Lei 01/2022, que cria a unidade orçamentária e abre dotação no Orçamento Municipal com crédito especial no valor de R$ 7.010.000,00 (sete milhões e dez mil reais), para custear as atividades do Plano Assistencial dos servidores públicos municipais de Jacobina, gerido pela Jacoprev - Jacobina Previdência.

Por um "erro técnico", a gestão do prefeito Tiago Dias (PCdoB) suprimiu do Orçamento Municipal os valores que seriam destinados à assistência médica dos servidores ativos, inativos e pensionistas, conforme noticiou o blog Jacobina 24 Horas.

Após várias reuniões entre representantes da Prefeitura, Câmara de Vereadores e Jacoprev, em comum acordo, foi elaborado um Projeto de Lei que cria um crédito especial para garantir a manutenção dos serviços de assistência médica e odontológica aos servidores do município de Jacobina.

Como o Pode Legislativo encontra-se em recesso, foi necessária a convocação de uma sessão extraordinária, para a apresentação, discussão e votação do projeto.

A Câmara de Vereadores teria até a próxima terça-feira (11), dentro do prazo regimental, para se reunir extraordinariamente, mas, caso o projeto não tivesse sido votado hoje, a partir desta segunda-feira (10), os serviços de assistência médica dos servidores teriam que ser suspensos.

Para não prejudicar ainda mais os servidores e deixa-los sem atendimento médico, a Câmara de Vereadores antecipou a votação para este domingo, evitando, assim, novos transtornos aos servidores assistidos pela Jacoprev.

Fonte: Jacobina 24 Horas

 

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 39456 MOYA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA