Solidariedade da Sorte

Foto reprodução

Uma força-tarefa com ao menos 50 policiais segue nas buscas pelo caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, foragido desde o último domingo (28), em Goiás. Um helicóptero e cães farejadores também participam da operação que entra nesta sexta-feira (3) no quinto dia.

Wanderson é suspeito de matar Ranieri Aranha Figueiró, de 19 anos, que estava grávida, a enteada, Geysa Aranha, de 2 anos e nove meses, e o fazendeiro Roberto Clemente de Matos, de 73 anos. Durante as investigações, a polícia prendeu na segunda-feira (29) um homem que teria comprado um celular do caseiro, em Alexânia (GO).

O aparelho apreendido pertenceria à Cristina, mulher do fazendeiro morto, que foi baleada no ombro, fingiu-se de morta e depois pediu ajuda para vizinhos. Conforme o delegado Tibério Martins, o homem apelidado de “novo Lázaro” está “desesperado por dinheiro” para fugir de Goiás.

Wanderson foi apelidado de “Novo Lázaro” por conta das semelhanças com o caso de Lázaro Barbosa, acusado de diversos assassinatos e alvo da maior perseguição policial da história de Goiás, em meados deste ano.

Tentativa de homicídio
Segundo o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), Wanderson responde a um processo por tentativa de homicídio. Em 2019, ele tentou matar a facadas uma parente. Ainda não há sentença para esta acusação. Ele chegou a ser detido na Unidade Prisional de Goianápolis e, em depoimento, admitiu o crime.
Fonte: Informe Baiano

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

TEMPO PI - 32135

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA