Solidariedade da Sorte


O servidor público aposentado Petrônio Souza, de 69 anos, será transferido para o presídio da cidade de Juazeiro, no norte da Bahia. Ele é acusado de causar o acidente que deixou três pessoas mortas e outras quatro feridas, no dia 24 de dezembro, na loja Verdes Mares.

A informação foi confirmada à imprensa pelo coordenador da 16ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Jacobina), delegado Eduardo Brito. Ainda de acordo com o delegado, Petrônio, que teve a prisão em flagrante convertida pela Justiça em prisão preventiva, segue preso em uma cela comum na carceragem da Delegacia Territorial de Jacobina. A transferência dele foi solicitada pelo delegado e deve acontecer a qualquer momento. Ele também teve um pedido de habeas corpus negado pela Justiça.

Petrônio foi preso logo após o acidente, em visível estado de embriaguez. O teste do bafômetro, feito pouco depois da prisão, comprovou que ele estava alcoolizado quando invadiu a loja com uma caminhonete Ram 2500 e causou as mortes de Roque Ferreira da Silva, de 70 anos, Marcelo Messias da Costa Silva, 34 anos, e Luís Carlos de Jesus Silva, 33 anos.

Uma manifestação foi realizada nesta quinta-feira (30), uma semana após a tragédia. Familiares, amigos e pessoas da sociedade participaram do ato que pediu justiça pelas vítimas. Os manifestantes também pediram uma revisão no entendimento do crime atribuído ao motorista, que foi autuado por homicídio culposo, sem intenção de matar.

Na opinião dos familiares e das pessoas que participaram da manifestação, intitulada "Não foi acidente", Petrônio assumiu o risco de matar ao ingerir bebida alcoólica e dirigir imprudentemente pelas ruas da cidade. Para eles, o homem deveria responder por crime doloso, com intenção de matar.
Fonte: Jacobina Notícias


Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

TEMPO PI - 32135

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA