Solidariedade da Sorte


Parceria Lance & IstoÉ

Uma noite de fortes emoções para os fãs de MMA. Realizado neste sábado (11), em Las Vegas, o UFC 269 teve em sua luta principal o brasileiro Charles do Bronx finalizando Dustin Poirier no terceiro round, em um duelo insano, e mantendo o cinturão peso-leve em sua posse. No co-main event, em um resultado que poucos esperavam, a brasileira Amanda Nunes foi finalizada por Julianna Peña, que tirou uma invencibilidade de sete anos da “Leoa” e se tornou a nova campeã da divisão peso-galo do UFC.

Além das disputas de cinturão, o card principal do UFC 269 contou com outros ótimos combates. Na categoria meio-médio, em combate bem disputado, Geoff Neal superou Santiago Ponzinibbio na decisão dividida dos jurados. Na divisão peso-mosca, Kai Kara-France deu show e nocauteou o ex-campeão Cody Garbrandt ainda no primeiro round. Também no primeiro assalto, mas na divisão peso-galo, a sensação americana Sean O’Malley teve mais uma grande atuação e nocauteou o brasileiro Raulian Paiva.

Charles do Bronx finaliza e mantém cinturão

Os dois lutadores partiram para a trocação franca desde os primeiros segundos de combate e, de início, Dustin Poirier abriu vantagem sobre Charles do Bronx com bons golpes de esquerda na média distância. O brasileiro, então, pressionou o americano contra a grade, mas não conseguiu derrubar. Na reta final, o paulista foi a knockdown após receber um soco de direita, mas se levantou rapidamente. Nos últimos segundos, ambos voltaram para a troca franca na luta em pé, onde Dustin seguiu superior.

No segundo round, Do Bronx buscou a luta agarrada desde o início e o duelo foi para o chão. Por cima e na montada, Charles passou a golpear no ground and pound e aplicou uma série de cotoveladas e igualou as ações no confronto. No terceiro assalto, o brasileiro manteve a estratégia e esse foi o caminho para a vitória. Novamente, o faixa-preta de Jiu-Jitsu pressionou Dustin Poirier contra a grade e, com muita rapidez, grudou nas costas do americano. A partir disso, foi uma questão de tempo para Charles encontrar a brecha, envolver o pescoço do seu adversário e encaixar um belo mata-leão, que forçou os três tapinhas de Dustin.

Com a vitória no UFC 269 e sua primeira defesa de cinturão bem sucedida no UFC, Charles do Bronx chega a incrível marca de 10 vitórias consecutivas no Ultimate. Em sua melhor fase dentro do MMA, o faixa-preta de Jiu-Jitsu segue batendo recordes e impressionando a cada luta que faz dentro da maior organização de MMA do mundo.

Peña finaliza Amanda Nunes e choca o mundo do MMA

Amanda Nunes foi a primeira a tomar a ação mais efetiva sobre Julianna Peña e, com bons chutes, abriu boa vantagem e levou a desafiante ao chão duas vezes. Na sequência, a brasileira conseguiu a queda e, por cima, conseguiu a transição para as costas e buscou o mata-leão, mas não teve sucesso. No segundo round, as lutadoras foram para a trocação franca e a baiana começou a passar por alguns sustos, tendo em vista que Julianna conseguiu aplicar ótimos golpes. Era o começo do fim.

Sem se intimidar, a “Leoa” aceitou a luta em pé, mas a estratégia foi totalmente prejudicial. Desgastada e visivelmente perdida dentro do octógono, Amanda Nunes levou mais uma sequência de duros golpes, principalmente nos jabs e diretos, e foi ao chão. De costas para a americana e desnorteada, a brasileira viu Julianna envolver seu pescoço e encaixar um justo mata-leão, que forçou os três tapinhas da baiana.

Com a vitória impressionante no UFC 269, que choca o mundo do MMA, Julianna Peña se torna a nova campeã peso-galo do UFC e destrona Amanda Nunes na divisão. A brasileira não perdia uma luta desde 2014 e vinha embalada por uma incrível sequência de 12 vitórias consecutivas na organização norte-americana.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 269
T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 11 de dezembro de 2021

Card principal

Charles do Bronx finalizou Dustin Poirier com um mata-leão no 3R
Julianna Peña finalizou Amanda Nunes com um mata-leão no 2R
Geoff Neal derrotou Santiago Ponzinibbio por decisão dividida dos jurados
Kai Kara-France derrotou Cody Garbrandt por nocaute no 1R
Sean O’Malley derrotou Raulian Paiva por nocaute técnico no 1R

Card preliminar

Josh Emmett derrotou Dan Ige por decisão unânime dos jurados
Dominick Cruz derrotou Pedro Munhoz por decisão unânime dos jurados
Tai Tuivasa derrotou Augusto Sakai por nocaute no 2R
Bruno Blindado derrotou Jordan Wright por nocaute técnico no 1R
André Sergipano finalizou Eryk Anders com um armlock no 1R
Erin Blanchfield derrotou Miranda Maverick por decisão unânime dos jurados
Ryan Hall derrotou Darrick Minner por decisão unânime dos jurados
Tony Kelley derrotou Randy Costa por nocaute técnico no 2R
Gillian Robertson finalizou Priscila Pedrita com um mata-leão no 1R

Fonte: Istoé

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

TEMPO PI - 32135

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA