Solidariedade da Sorte

Mudança de entendimento do STF sobre prisões em 2 instância beneficia Bolsonaro / Foto: José Cruz / Agência Brasil

O pré-candidato à presidência Sérgio Moro (Podemos) revelou em entrevista à Jovem Pan Paraná, que o presidente Jair Bolsonaro (PL) celebrou a saída da prisão do ex-chefe do Executivo, Luís Inácio Lula da Silva em 2019. As informações são de Uol Notícias.

"Na verdade, o que a gente sabia é que o Planalto, o presidente comemorou quando o Lula foi solto em 2019 porque ele entendia que aquilo beneficiava ele literalmente. Então, ele não trabalhou para manter a execução em segunda instância", disparou o ex-juiz da Operação Lava Jato", comentou Moro à Jovem Pan na manhã desta quinta-feira, 02.

Com a mudança de entendimento do STF, que vetou a prisão de condenados em segunda instância, em novembro de 2019, Lula foi solto um dia após, com determinação da Justiça Federal.

O ex-ministro da Justiça declarou ainda que Bolsonaro sabotou suas ações no ministério, o que corrobora com seu depoimento que o presidente da República buscava inteferir no órgão.

"Ele não fez nada disso. Ao contrário, começou a sabotar o que eu fazia. Até que chegou em um momento que eu simplesmente saio.", disse Moro a Jovem Pan.

Moro também alegou que um filho de Bolsonaro descordou do pai nas redes sociais. Um dos filhos publicou na conta do Twitter do presidente que "sempre deixamos clara nossa posição favorável em relação à prisão em segunda instância".

Bolsonaro mandou apagar. Em seguida, Carlos Bolsonaro retrarou-se em seu perfil na rede. "Foi um episódio meio constrangedor", disse Moro, sobre a bronca de Jair dirigiu ao filho.

Fonte: A Tarde

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

TEMPO PI - 32135

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA