Solidariedade da Sorte


Por: Reprodução/ Ramapo-Bergen Animal Refuge  Por: Redação BNews

Após ter sido infectado pela Covid-19, Brian Myers começou a se sentir vulnerável e triste. Assim, o homem que mora nos Estados Unidos decidiu adotar um cachorro para lhe fazer companhia. Cerca de seis meses depois de ter se recuperado da doença, Brian recebeu um e-mail de um amigo, com uma foto de uma Pastor-Alemão chamada Sadie.

A pet foi identificada pelo abrigo Ramapo-Bergen Animal Refuge como “difícil de realocar”, por causa de seu comportamento agressivo. Ainda assim, Myers marcou um horário para visitar o abrigo, para conhecer Sadie. O Ramapo-Bergen Animal Refuge é um local que recebe animais considerados “difíceis” e os treina para eliminar comportamentos agressivos e colocá-los de volta para adoção.

“Ele era muito protetiva e ansiosa. Quando ela não quer alguém em seu espaço, ela se faz maior e começa a latir”, conta Megan Brinster, diretora executiva do abrigo. “Mas quando vimos o formulário de Brian pensamos: ‘Vamos dá-los uma chance'”.

Megan conta que, ao reunir Brian e Sadie, em poucos minutos estavam brincando de bola e o homem conseguiu levar o cachorro para um passeio. “Foi algo inspirador de ver, eles são uma combinação incrível, estava claro que eles estavam prontos para ir juntos”, conta a diretora.

Um certo dia, Brian caiu de repente no chão. Ele não sentia o lado esquerdo de seu corpo e não conseguia levantar. “Eu estava apavorado. Não conseguia levantar e, naquele momento, não percebi que estava tendo um AVC”, explica. “Meu celular estava na cômoda, há cerca de 5 metros de distância, mas não tinha como eu pegar”.

Depois de algum tempo caído, Brian sentiu algo molhado no seu rosto: lambidas de Sadie. “Ela ficava me lambendo e estava chorando, então levantei minha mão direita e fiz carinho nela, aí eu peguei sua coleira.”

Sadie se afastou do rosto de Brian e começou a puxá-lo, centímetro por centímetro, e o levou até a cômoda. Segundos depois, ele estava em frente à cômoda e conseguiu alcançar o celular com seu braço direito e conseguiu ligar e pedir ajuda. No hospital, os médicos fizeram exames que comprovaram o AVC, e disseram a Brian que é muito possível que sua melhor amiga tenha salvado sua vida.

Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

TEMPO PI - 32135

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA