Solidariedade da Sorte

Foto reprodução

Após dois anos sem legenda, o presidente Jair Bolsonaro assinou no fim da manhã desta terça-feira (30) sua filiação ao Partido Liberal (PL). O ato foi oficializado em um evento no Complexo Brasil 21, em Brasília — onde é feriado por ocasião do Dia do Evangélico. Trata-se da 9º legenda à qual o presidente se associa em 33 anos de vida pública.

Além do chefe do Executivo federal, também ingressam na legenda comandada por Valdemar Costa Neto o filho 01, senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni.

Ao lado de Valdemar Costa Neto, que já foi preso e condenado no escândalo do mensalão, Jair Bolsonaro fez um discurso com ataques direcionados à esquerda. Enquanto falava, também era aplaudido por dirigentes do centrão, hoje sua principal base de apoio e que já integraram o primeiro escalão dos governos petistas.

"Nós tiramos o Brasil da esquerda, nós todos tiramos. Olha para onde estávamos indo", disse o mandatário para a plateia, citando a Venezuela. "As cores verde e amarela [estão agora] predominando sobre o vermelho. Nós conseguimos fazer brotar o sentimento de patriotismo", acrescentou Bolsonaro.​
Fonte: Metro 1

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

PI 39456 MOYA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA