Solidariedade da Sorte

Por: Reprodução / TV Record Itapoan  Por: Nilson Marinho
          
Wendel Andrade da Silva, de 23 anos, morto em um acidente de moto na manhã desta quarta-feira (130, no túnel da Avenida Centenário, em Salvador, era conhecido por todos por ser um homem esforçado. Além de servir ao Exército, o soldado vendia saladas de fruta nas horas vagas. Antes disso, ele era dono de uma hamburgueria, mas o negócio foi fechado durante a pandemia da Covid-19.

Segundo um dos cinco irmãos de Wendel, que estava no local do acidente por volta das 7h30, acompanhando a chegada de peritos para a remoção do corpo, a família nunca foi a favor do uso da motocicleta por considerar o veículo perigoso. Por isso, o soldado estava com planos de vender a moto para comprar um carro.

“Ele comprou a moto recentemente. Lá em casa tudo é conversado a respeito dessas coisas, nós dizíamos que moto era um veículo perigoso. Estávamos felizes porque ele venderia a moto para comprar um carro, mas infelizmente não deu tempo. Isso fica de exemplo para todos os jovens que andam de moto. Preservem a segurança de vocês”, disse o familiar em entrevista à TV Record Itapoan.

O acidente aconteceu a menos de 100 metros do Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML), mas o corpo só foi periciado cinco horas depois do acidente.

A família não sabe informar ainda o que teria acontecido com Wendel, mas imagens de câmeras de segurança instaladas na avenida podem ajudar a entender o acidente. O soldado bateu a moto em uma das paredes do túnel por volta das 4h40, na pista sentido o bairro da Barra.

Fonte: BNews

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

LEIAUTE EDUCA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA