Solidariedade da Sorte

© Getty Images
          
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que afirma não ter se vacinado contra a Covid-19, reclamou a apoiadores que não pôde assistir ao jogo do Santos neste domingo (10) no estádio por não ter o passaporte da vacina.

"Por que cartão, passaporte da vacina? Eu queria ver o jogo do Santos. Agora me falaram que tem que estar vacinado. Por que isso? Eu tenho mais anticorpos do que quem tomou a vacina", disse o presidente, que passa o feriado prolongado no litoral paulista.

Fontes ligadas ao Santos disseram, no entanto, que Bolsonaro não entrou em contato e que eles não recusariam um convite para o presidente assistir ao jogo contra o Grêmio na Vila Belmiro, do qual a equipe da casa saiu com vitória por 1 a 0.

O time alvinegro ainda assumiu em nota oficial não ter sido procurado pela equipe do presidente para eventual ida ao estádio. "O Clube segue os protocolos da CBF, que, por sua vez, segue as normas sanitárias da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)", acrescentou o Santos em seu comunicado.

Em agosto, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) publicou um protocolo para a volta das torcidas aos estádios. No documento, a entidade determina que torcedores apresentem comprovante de vacinação completa ou teste PCR negativo em caso de imunização ainda parcial.

Em janeiro deste ano, o Palácio do Planalto decretou sigilo de 100 anos das informações contidas no cartão de vacinação de Bolsonaro.

Fonte: Notícias ao minuto

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

LEIAUTE EDUCA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA