Solidariedade da Sorte


   O ministro de Situações de Emergência da Rússia, Yevgeny Zinichev,  ex -segurança do presidente Vladimir Putin, morreu tentando salvar uma pessoa Imagem: Mikhail KLIMENTYEV / SPUTNIK / AFP

O ministro de Situações de Emergência da Rússia, Yevgeny Zinichev, ex-segurança do presidente Vladimir Putin, morreu tentando salvar uma pessoa durante um treinamento no Ártico, segundo informações das autoridades russas nesta quarta-feira (8).

O oficial sênior de 55 anos "morreu tragicamente enquanto servia em Norilsk (norte) durante um exercício para proteger a zona ártica, quando salvava a vida de uma pessoa", disse o ministério de Yevgeny Zinichev à agência de notícias estatal Tass.

Zinichev "estava à beira de um penhasco com um cinegrafista que escorregou e caiu na água", disse Margarita Simonian, editora-chefe do canal de televisão RT pró-Kremlin, em sua rede social Telegram. "Ninguém teve tempo de entender o que estava acontecendo quando Zinichev pulou na água atrás do homem que caiu e se espatifou nas rochas", disse ela, acrescentando que o cinegrafista também estava morto.

Em mensagens publicadas posteriormente no Telegram, RT esclareceu que suas equipes não testemunharam a cena, mas faziam parte de um grupo de jornalistas que cobria os exercícios em andamento e já haviam seguido o ministro anteriormente.

"Ele não hesitou um momento em agir, não como ministro, mas como homem comum, como salvador que realizou um ato heróico", declarou o vice-ministro da pasta, Andrei Gourovich.

Citado por agências russas, o Ministério de Situações de Emergência disse que a segunda vítima é o cinegrafista Alexander Melnik, um roteirista e diretor russo de 63 anos. "O presidente Putin expressou suas sinceras condolências" aos familiares e próximos de Yevgeny Zinichev após sua "trágica morte", disse o Kremlin em um comunicado, acrescentando que o presidente e Zinichev eram "ligados por muitos anos de trabalho em comum".

Ex-agente do serviço secreto.

Ministro desde 2018, Yevgeny Zinichev passou a maior parte de sua carreira em vários serviços de segurança russos, em particular no encarregado da proteção de Vladimir Putin, de acordo com uma biografia publicada por agências russas.

O ministro serviu na KGB soviética nos últimos anos da URSS. Em 1991, ele ingressou no Serviço de Proteção de Personalidades (FSO). Desde 2006, o homem, de aparência severa, serviu no serviço de segurança dos presidentes Vladimir Putin e Dmitry Medvedev. Ele também ingressou em 2014, como número 2, no departamento de contraterrorismo dos poderosos serviços de segurança russos (FSB).

De outubro de 2016 até sua nomeação como chefe do Ministério de Situações de Emergência em maio de 2018, Yevgeny Zinichev ocupou o cargo-chave de vice-diretor do FSB. O ministério tem quase 120.000 membros e é responsável por responder a desastres naturais e acidentes ambientais, como as inundações e incêndios históricos que devastaram a Rússia neste verão.

Zinichev estava em Norilsk para manobras em grande escala envolvendo 6.000 pessoas no Ártico, disse um comunicado do órgão na noite de terça para quarta-feira, antes da morte do ministro.

"Ele supervisionou pessoalmente o treinamento de resposta de emergência dessas unidades", acrescentou o comunicado, junto com fotos de Zinichev se reunindo com as equipes locais e inspecionando a construção de um novo corpo de bombeiros.

Fonte: Uol.

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

LEIAUTE EDUCA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA