Solidariedade da Sorte


       Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

O salário mínimo no Brasil atualmente está em R$ 1.100 e o brasileiro que vive com esse valor está perdendo poder de compra rápido ao longo do ano, conforme a inflação avança e torna itens do dia a dia mais caros. De acordo com a CNN Brasil, neste ano o salário mínimo já perdeu R$ 62 de seu poder de compra.

Ao descontar a inflação, os R$ 1.100 definidos em janeiro deste ano são o equivalente, hoje, a R$ 1.038, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Isso significa que com R$ 1.100 na mão, agora, uma pessoa compra o que, em janeiro, custava R$ 1.038, na média.

A matéria também destaca que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), o indicador oficial de inflação da baixa renda, já subiu 5,9%, numa das maiores altas para o período em duas décadas.

A expectativa é de que o salário mínimo seja reajustado todo ano pelo menos para recompor a inflação do ano anterior, um direito que é garantido pela Constituição Federal.

Esses reajustes são feitos pelo governo anualmente, geralmente em janeiro, e é normal, com isso, que o salário mínimo vá perdendo um pouco de seu poder de compra conforme os meses passam e a inflação avança.

Ou seja, o piso nacional sempre chega ao fim do ano capaz de comprar um pouco menos do que comprava no início.

Fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOVERNO TEMPO

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA