Solidariedade da Sorte


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu na manhã desta quinta-feira, 09, para que os caminhoneiros que o apoiam liberem as estradas do país. O chefe do Executivo fez o pedido por meio de um áudio, em que cita que a ação da categoria "atrapalha a economia" e "prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres".

"Fala para os caminhoneiros aí, que são nossos aliados, mas esses bloqueios atrapalham a nossa economia. Isso provoca desabastecimento, inflação e prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres. Então, dá um toque no caras aí, se for possível, para liberar, tá ok? Para a gente seguir a normalidade. Deixa com a gente em Brasília aqui e agora. Mas não é fácil negociar e conversar por aqui com autoridades. Não é fácil. Mas a gente vai fazer a nossa parte aqui e vamos buscar uma solução para isso, tá ok? E aproveita, em meu nome, dá um abraço em todos os caminhoneiros. Valeu", disse o presidente na gravação.

O pedido de Bolsonaro foi feito na noite desta quarta-feira, 8, e parece não ter gerado resultado, já na manhã desta quinta-feira, 9, seguem sendo registrados casos de caminhões parados em rodovias de 15 estados do Brasil.

Os protestos não afetam, até o momento, o escoamento de produtos agrícolas como grãos, disse a Anec (Associação Nacional dos Exportadores de Cereais), por meio da assessoria de imprensa.

Os caminhoneiros iniciaram as manifestações e o bloqueio das estradas após as manifestações convocadas por Jair Bolsonaro no 7 de setembro, feriado da Independência do Brasil. Eles reinvidicam pautas golpistas e antidemocrática defendidas pelo presidente, com discursos contrários aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Fonte: A Tarde

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOV EDUCA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA