Solidariedade da Sorte


Na manhã desta quinta-feira (16) Edvaldo Alves Amaral Junior, gerente geral da Jacobina Mineração e Comércio, empresa da Yamana Gold, recebeu na Câmara Municipal o título de Cidadão Jacobinense. Propositura do vereador Clodoaldo Moreira (Cidadania), a homenagem registra a gratidão dos jacobinenses aos relevantes serviços do laureado à comunidade, especialmente durante a pandemia da Covid-19.

“Essa honraria representa o reconhecimento pela sua trajetória de vida e dedicação ao cargo que ocupa, exercendo-o com responsabilidade e buscando, sempre, o engajamento de todos os colaboradores da JMC/Yamana Gold. Seu empenho não se restringe às suas atividades laborais, mas também no dia a dia da sociedade jacobinense, por meio de ações sociais, ambientais e de voluntariado”, ressaltou Clodoaldo.

Para Edvaldo Amaral esse “é um momento de grande alegria”. Ele destacou a importância e o significado do título: “Por curiosidade, logo que recebi a indicação, me aprofundei no tema para saber o seu significado e gostaria de compartilhar o que encontrei: Cidadão Honorário é um título de honraria que uma pessoa recebe de alguma localidade, equiparando-a a uma adoção oficial, passando a ser um filho da terra”.

O homenageado falou da primeira vez que esteve em Jacobina - ainda jovem, quando se encantou pelas pessoas, festas e belezas naturais da cidade -, e do início da sua trajetória profissional no município. Edvaldo enumerou algumas ações que, como gerente da JMC, tem executado no combate à pandemia, a exemplo do fundo de combate à Covid-19 no valor de R$ 3,5 milhões, doações mensais de cestas básicas e a requalificação das vias de acesso às comunidades de Jabuticaba e Itapicuru, no valor de R$ 1,3 milhão.

Para finalizar a sua fala, Edvaldo declamou a poesia 'Vamos Amor, Conhecer Jacobina' da poetisa Minita Montenegro, publicada no livro Castanheiras - impresso que teve o apoio da JMC.

Sobre Edvaldo Amaral
Nascido no município de Feira de Santana (BA), Edvaldo Amaral é Engenheiro de Minas e em 2007 passou a integrar o corpo de colaboradores da Yamana Gold, na Mineração Fazenda Brasileiro, em Teofilândia, exercendo a função de Engenheiro de Processo Júnior.

Em 2008 ele foi transferido para Jacobina, afim de ajudar no projeto de expansão realizado na JMC, então em andamento, e devido ao seu desenvolvimento permaneceu na cidade até 2012, na função de Gerente de Planta Metalúrgica. Nesse período Edvaldo pôde conhecer as belezas naturais do lugar e se encantou por todos os privilégios de morar na Cidade do Ouro. Apaixonado pela natureza, Edvaldo pratica esportes como caminhada e ciclismo, explorando as belezas naturais.

Em 2012, por estratégias corporativas, Edvaldo foi novamente transferido pela Yamana para dar início ao projeto da Mina C1, em Santa Luz - BA, como Gerente de Planta Metalúrgica, onde permaneceu até 2014. Retornou então para Jacobina, onde mora e trabalha até os dias de hoje.

Foi em 1997, entretanto, que teve início a história de amor de Edvaldo por Jacobina: juntamente com amigos, ele veio passar uma Micareta na cidade. O encanto pela Cidade do Ouro foi imediato – muito antes de sequer imaginar que algum dia pudesse retornar à cidade para morar e trabalhar.

Eleitor de Jacobina há vários anos, contagiado pelo calor humano dos jacobinenses e maravilhado com as cachoeiras, Edvaldo fortaleceu ainda mais os laços com a cidade através do casamento com a comerciante e filha da terra, Rivania Souza.

Para Edvaldo, morar em Jacobina é tão natural como morar em sua cidade natal, pois a cidade o acolheu de tal forma que desde os primeiros contatos ele já se sente parte da Cidade do Ouro.
Por Tamara Leal











Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem

GOV EDUCA

Alicell Atacadista

AUGUSTO URGENTE- JACOBINA BAHIA